professor Rangel Júnior

Reitor confirma investigação de suposta ameaça de ataque a estudantes da UEPB

Publicado em domingo, outubro 20, 2019 ·

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba, professor Rangel Júnior confirmou ao Blog do jornalista Márcio Rangel, nesse final de semana, a existência de uma investigação da Polícia Civil sobre uma suposta ameaça de ataque a estudantes do curso de Letras (Espanhol) do Campus I da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande, que teria ocorrido na manhã da última sexta-feira (18).

Ao blog, Rangel disse que foi orientado a aguardar as investigações para tomar uma providência maior. Ele também confirmou a suspensão das aulas somente para as turmas de Espanhol, a pedido da Coordenação, mas que por hora, as aulas no campus estão mantidas.

“Eu fui orientado a aguardar um pouco os desdobramentos das investigações da Polícia, por enquanto é uma questão que está sendo repercutida numa rede social e precisamos ter cuidado para que isso não e transforme num estímulo a um possível agressor”, adiantou Rangel.

Ainda segundo o professor e psicólogo, há uma preocupação para que não se crie um ambiente de pânico na comunidade acadêmica. “Pode ser alguém imbuído de um tipo de pensamento, para tentar criar uma situação de revolta, estamos tendo o cuidado para não criar um ambiente de pânico nas pessoas. Eu estou confiante que polícia deva ter uma orientação nesse sentido e chegar a pessoa”, disse.

ENTENDA

Uma suposta ameaça de atentado a estudantes do curso de Letras (Espanhol) do Campus I da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está sendo investigada pela inteligência da Polícia Civil após um aluno interromper a aula na manhã da última sexta-feira (18) para ler uma carta relatando a compra de uma arma para assassinar sete pessoas da sala.

Em seguida, o estudante enviou para grupos de WhatsApp do curso, links com reportagens que mostram ataques recentes a escolas criando um clima de pânico do Departamento de Letras. Como prevenção, as aulas do curso de espanhol foram suspensas pela Coordenação do curso.

O estudante foi identificado e seria da turma 2013.2. Ele usou o próprio número para fazer ameaças nos grupos do aplicativo de mensagem e está sendo procurado pela polícia.

 

pbagora

 

 

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627