REDE bate assinaturas na PB e deixa em aberto adesão de Nonato; candidato defende família hétero

Publicado em terça-feira, agosto 27, 2013 ·

marina-silvaO novo partido comandado por Marina Silva, o REDE, garante que já ultrapassou 1 milhão de assinaturas em todo o Brasil. A justiça eleitoral estipula em 500 mil assinaturas para a formalização do partido. Na Paraíba, segundo o ex-deputado federal Walter Brito Neto, compondo nas fileiras do REDE, a meta de 15 mil assinaturas já foi ultrapassada. Contudo, Neto não revela quantas assinaturas já foram colhidas.

Em relação às denúncias de fraudes nas assinaturas firmadas, Walter Brito Neto é categórico. “Há uma perda no número das assinaturas porque há incompatibilidade de dados, é uma perda normal de cerca de 10% a 15%, mas mais de 250 mil assinaturas já foram certificadas. Na verdade estamos conseguindo o dobro de assinaturas necessárias, já foi dada entrada em mais de 800 mil assinaturas em todos os tribunais regionais do país”, conta.

Essa semana Marina Silva deu entrada no pedido de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e no máximo até fim do mês de setembro o partido estará regularizado.

Estrelas no partido – O REDE também já conta com estrelas garantidas em suas fileiras. Segundo Neto, vários deputados federais prometem aderir assim que o partido estiver formalizado. Entre os nomes certos estão o do deputado federal por São Paulo Walter Feldman, atualmente filiado ao PSDB, e a ex-senadora Heloisa Helena, atualmente exercendo o mandato de vereadora em Maceió pelo PSOL.

Sobre os nomes que devem se filiar na Paraíba, Neto explica: “Estamos trabalhando isso. Teremos um candidato próprio ao governo do Estado, Hilário Júnior, ele é advogado e está à frente do REDE na Paraíba. Entendemos que as eleições sempre ficam polarizadas entre uma candidatura da oposição e do governo. O REDE é um partido de centro, temos uma plataforma que vai além desse contraponto, com idéias novas e propostas claras”, garante.

Filiação de Nonato – Em relação a uma possível filiação de Nonato Bandeira, Neto afirma que o nome do vice-prefeito de João Pessoa realmente foi cogitado, mas nada está definido. “O próprio Nonato tem conversado com outros partidos. O que temos a dizer é que a REDE vem para fazer um papel diferenciado na política. Queremos fazer uma reciclagem. O que vemos é o atraso, a decadência. Queremos fazer a maioria representando a coletividade”, revela.

Para Neto, o partido não está realmente preocupado com adesão de nomes de peso, já que a lógica é dar oportunidade às pessoas que não tiveram chance de se expressar e defender aquilo que acreditam. “A visão da REDE é democratizar mais a democracia brasileira. Queremos que haja uma legítima representatividade, para que os detentores do poder hoje não permaneçam indefinidamente no poder”, argumenta.

Eixos do Partido – “A REDE tem três eixos fundamentais: ética na política, sustentabilidade e desenvolvimento tecnológico, como ferramenta de desenvolvimento social. Esses três eixos aludem vários assuntos, educação, saúde, segurança. No nosso país temos deficiência em infra-estrutura que dificulta uma maior viabilidade econômica. Apostamos também na responsabilidade social em relação ao meio ambiente. Acho que precisamos ter um conceito novo como uma resposta que a sociedade tanto clama ao dizer que esses que estão aí não os representa”, frisa o ex-deputado federal.

Candidato federal – Walter Brito Neto afirmou que por enquanto o partido ainda não tem uma comissão formada, mas é provável que ele mesmo venha ser indicação para participar da direção. Contudo, a sua tendência é ser candidato a deputado federal em 2014.

Questionado sobre a posição do partido ligada a religião, o ex-deputado explica: “O partido tem como uma das grandes atrativos a diversidade, assim temos pessoas com diversos segmentos e correntes de pensamentos. A corrente de pensamento que defendo é a família tradicional, heteronormativa, formada por um homem e uma mulher”, diz.

Neto lembra que quando trabalhou na Câmara Federal apresentou projeto que visava impedir a adoção de crianças por pares homo-afetivos.

“Nós entendemos que a família como célula da sociedade deve ser preservada. Ela é a principal instituição social, o que vem acontecendo é uma tentativa de esfacelar a família. Nós defendemos a família heterossexual, não como nenhum tipo de retaliação. A nossa candidata, Marina Silva, é evangélica, e devo admitir que isso foi um dos pontos que me fez ir para o REDE. Marina tem um compromisso com família, brasileira”, finaliza.

Paulo Dantas

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627