RC volta a acusar Rede Paraíba, diz que sequer foi citado em inquérito e lembra: Nonato foi coordenador da Campanha

Publicado em segunda-feira, julho 22, 2013 ·

ricardo-coutinhoO governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a acusar nesta segunda-feira (22), durante o seu programa de rádio na Tabajara, o Fala Governador , a Rede Paraíba de Televisão pelas acusações de que estaria envolvido no inquérito que aponta desvios de dinheiro no programa Jampa Digital.

 

“Todos sabem que desde o primeiro dia de governo existe uma campanha cerrada contra a minha gestão. Se eu vou inaugurar uma estrada, um determinado grupo, capitaneada pelo senhor Eduardo Carlos, tenta pautar alguma mentira. Isso desde o primeiro dia de governo. Se alguém pegar a primeira página do jornal da Paraíba vai ver a quantidade de mentiras e deturpações que existem contra o meu governo e a minha pessoa”, reclamou.

 

No entender do governador, qualquer um pode fazer oposição, desde que não seja calúnia. “Eu venho passando por tudo isso, mas venho me focando no trabalho diário. É por isso que as emissoras desse conglomerado não conseguem nem falar, porque nós estamos abrindo leitos em hospitais e trabalhando muito, reformando escolas, abrindo seis escolas técnicas, e adutoras. Ninguém pode dizer que esse governo não trabalha, como não podem fazer isso preferem fazer o grande embate da desinformação”, pontua.

 

Em relação ao Jampa Digital o governador esclareceu alguns pontos.

“Até hoje não conheço o teor do inquérito, a globo teve acesso antes. Eu inclusive estava viajando, estava em Patos quando soube. Vi alguns blogs dizendo que eu tinha sido indiciado. O que é uma mentira. Na verdade nenhum depoente toca sequer no nome de Ricardo Coutinho. Isso é uma coisa bastante grave. Como nenhuma pessoa toca no meu nome e ele sobe para o noticiário nacional? E aqui gente dos porões, gente que perdeu privilégio, que estava acostumado com a mamata, pulverizaram a informação dizendo que eu estava indiciado no processo”, explica.

 

Coutinho afirmou ainda que lendo hoje o Jornal Correio pode saber que o seu nome não havia sido mencionado em nenhum momento no inquérito, a menção acontece apenas como uma ilação do delegado do caso. “O delegado do caso, a quem eu respeito, porem discordo, é que diz após perguntar ao vice-governador Rômulo Gouveia que ele não teria contratado o publicitário Duda Mendonça para a campanha para o governo do estado em 2010, tirou a conclusão. “Assim procedendo, por via reflexa, Rômulo Gouveia acabou evocando a possibilidade de o governador Ricardo Coutinho ter contratado Duda Mendonça”, pontuou.

 

Nonato Bandeira – O governador lembrou que o seu coordenador da campanha foi o atual vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira. “Não tem nenhum crime em fazer a contratação de Duda Mendonça. “Foi a partir disso, segundo as pessoas que viram o processo, disso para cá foi feito um grande carnaval. E por trás estão os interesses contrariados da rede Paraíba de Televisão, nacionalmente tentando desviar a atenção dos escândalos que acontecem por aí afora. Para atingir o meu partido”, argumenta.

 

Ricardo apontou blogs e apresentadores de programa de rádio que mentiram sobre seu indiciamento no inquérito sabendo que estavam mentindo. Para o governador a denúncia tem um caráter estritamente eleitoreiro. “Eles não têm o que dizer do Governo e sabem que não dá para fazer comparativo administrativo. A aí tem que se valer desse tipo de expediente”, avalia.

 

O governador também explicou que quando ele critica a ação do delegado da Polícia Federal não está atacando a corporação. “Quando eu falo em delegado não me refiro a corporação, tenho tanto respeito a corporação que tenho dois delegados da PF no governo do estado, o coordenador do DETRAN, Rodrigo Carvalho, e o secretário de Segurança, Cláudio Lima”. finalizou.

Paulo Dantas

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br