Ramalho Leite – De volta ao passado

Publicado em terça-feira, outubro 11, 2011 ·

ramalho

Depois de muitos anos voltei  ao ambiente que povoou um período da minha infância. A propriedade pertence hoje a Joca Targino, filho de Antonio Targino Leão, mais conhecido como Antonio Serafim, primeiro vice-prefeito de Borborema, eleito juntamente com o meu pai Arlindo Ramalho, o prefeito. A residência de hoje abrigou no passado um Hospital especializado no combate à bouba, sob a direção do cientista Arnaldo Tavares. A doença, cujo desenvolvimento se assemelha ao da sífilis, afligia um contingente de quinhentos milhões de pessoas na America, África, Ásia e Oceania. A Organização Mundial da Saúde entre os anos 1954 e 1963 encetou campanha visando erradicar essa enfermidade tropical chegando quase a aniquilá-la, não fosse o seu ressurgimento recente já com um público de cinqüenta milhões atingido pelo mal. Borborema era um foco da moléstia que atinge principalmente populações rurais. Em função dessa constatação ali se instalou um hospital entregue a Arnaldo Tavares, depois escritor,poeta,  desenhista e um dos fundadores da Faculdade de Medicina da Paraíba.

Era de Arnaldo Tavares o primeiro automóvel em que entrei para uma viagem, se não me engano, até Areia, junto com seus filhos Sergio e Zezinho.Nas suas mãos, vi uma maquina fotográfica e, para espanto da época, uma filmadora com que documentava seus momentos de lazer, mas usada permanentemente para registrar seu meritório trabalho de combate à bouba(doença infecciosa  que atinge a pele, ossos e cartilagens,causada por uma bactéria e transmitida pelo contato físico).

Médico especialista em doenças da pele, chequei a lhe procurar em sua casa, onde atendia a clientes depois de identificados por sua esposa, dona Otaviana. Segundo dizem,àquela altura, ela também fiscalizava suas receitas, já que, como filosofo e poeta, nunca valorizou dinheiro ou patrimônio. ~Fique tranqüilo, isso ai não é câncer~!  Me disse, após exame superficial de uma irritação na face.

Quando já deslocara sua família para a Capital,ainda nos anos cinqüenta, Arnaldo Tavares passou a ser hóspede de meus pais,em Borborema, deixando seu nome incorporado à história da cidade, ainda hoje,  a lhe dever uma homenagem.

Da sua convivência na cidade me lembro pouco.Meu pai costumava referenciar uma habilidade do médico que, hoje, avalio como indicativo do futuro desenhista: “Ele faz uma circunferência com o lápis e coloca o ponto no centro”, admirava-se meu pai que o tinha em grande estima.

Revivi todos esses fatos enquanto sob o pálio de arvores frondosas e de feérica iluminação,um grupo de amigos se reuniu  para “bebemorar” o meu aniversario e o do dono da casa. A alegria reinou naquele ambiente cujo passado de dor seria esquecido, não fosse a minha  memória, que, graças a Deus, permanece bem viva.

RAMALHO LEITE

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627