Radialista morto no RJ teria se envolvido em confusão com vereador durante eleição

Publicado em quarta-feira, janeiro 9, 2013 ·

Renato Machado Gonçalves

O radialista e sócio da Rádio Barra FM, Renato Machado Gonçalves, assassinado quando chegava a sua casa e sede da rádio em São João da Barra (RJ) na última terça-feira (8/1), não havia recebido nenhum tipo de ameaça nos últimos dias. A afirmação é de amigos do jornalista consultados por IMPRENSA.

Colegas de Gonçalves afirmam que ele havia se envolvido em uma confusão na Câmara da cidade durante as eleições municipais de outubro de 2012. Um amigo relata que o jornalista começou uma discussão com um vereador e logo depois foi agredido por pessoas que acompanhavam o político.[bb]
Pessoas próximas de Gonçalves contam que o jornalista sempre foi polêmico e com frequência se envolvia em confusões. Entretanto, não estava trabalhando em nenhum assunto delicado nos últimos dias. A investigação do crime está a cargo da 145ª DP, de São João da Barra. A organização Repórteres Sem Fronteira está acompanhando o caso. Até o início da tarde nenhum suspeito foi preso.
Ricardo Gama, polêmico blogueiro do Rio de Janeiro e que sofreu um atentado há dois anos, disse em um vídeo na internet que a morte de jornalistas está sendo banalizada. “Matar um jornalista, com todo respeito às demais profissões, é um atentado à liberdade de expressão. Não existe democracia sem imprensa livre. Jornalista sendo abatido assim do nada é grave”.
O blogueiro também chamou atenção para a impunidade no estado. “Meu caso está mofando na gaveta, não me recordo de nenhum caso de jornalista assassinado que tenha sido esclarecido, ou seja, a impunidade é total”.
Luiz Gustavo Pacete

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627