Psicólogo do Detran de Campina Grande é acusado de comandar fraudes nas CNHs

Publicado em sexta-feira, maio 6, 2011 ·

Auto_escola_Santo_AndréMarcelo Santiago Falconi de Carvalho, 59 anos, psicólogo do Detran/PB, está sendo acusado de ser o principal interlocutor do esquema fraudulento de emissão de CNHS via Detran de Campina Grande. Na residência do servidor, em Campina, foi localizado um revólver calibre 38 sem registro. Outro servidor do Detran acusado de cometer fraudes na emissão de CNH`s é Severino Neri de Sousa Júnior, preso em Campina Grande durante a Operação Medusa.

O grupo atuava em Campina Grande, Sousa, Alhandra, Umbuzeiro e Taperoá, contando com a participação de agentes do Detran, despachantes e autoescolas. A Operação contou com a participação de Polícias Rodoviários Federais, Policiais Militares e Civis, além da Corregedoria do Detran/PB e Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público Estadual.

Durante a operação foram cumpridos 14 mandados de prisão, 05 mandados de busca e 1 pessoa foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendias dois revolveres calibre 38, munições, computadores e anotações diversas que podem contribuir para o inquérito policial. Uma pessoa continua foragida da justiça.

As autoescolas que participavam da organização criminosa negociavam a emissão de CNH’s para pessoas analfabetas funcionais, sem realizar qualquer tipo de exame ou prova. Essa negociação acontecia com o intermédio de despachantes (piabeiros), autoescolas e funcionários do Detran/PB. As autoescolas Bandeirantes, VIP, Santo André, São José e Sinal Verde são acusadas de fazerem parte do esquema fraudulento.

As investigações tiveram início após a Polícia Rodoviária Federal, durante uma fiscalização de rotina, flagrar um condutor analfabeto funcional conduzindo um veículo automotor colocando em risco a segurança de demais usuários da rodovia. O Detran/PB também já vinha investigando a fraude. Com a atuação integrada dos órgãos envolvidos na ação foi possível chegar aos envolvidos, em uma investigação que durou mais de 4 meses.

A prisão dos envolvidos na emissão fraudulenta de CNH`s, além de ter por finalidade combater a corrupção, também tem como objetivo impedir que condutores que não são considerados aptos a dirigir comprometam a segurança do trânsito. No Brasil, segundo dados do Instituto de Estatística Aplicada, são gastos por ano cerca de R$ 30 bilhões devido a acidentes de trânsito.


Medusa


A ação integrada recebeu o nome de “Operação Medusa” fazendo alusão à mitologia grega. Medusa é uma figura da mitológica grega que, segunda a lenda, tinha o cabelo constituído por diversos tentáculos formados por cobras e que apenas poderia ser morta ao cortar a sua cabeça sem olhar diretamente para a sua face, pois o simples ato de olhar diretamente para ela era um ato mortal, pois petrificava as suas vítimas. A Medusa representa na Operação os diversos tentáculos da organização criminosa que atuava dentro do Detran/PB e que para ser eliminado o ato de corrupção precisava alcançar os servidores envolvidos no esquema de corrupção.

Fonte: Pb1
Com Josué Cardoso

Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627