PSB anuncia desistência de Erundina e abre mão da vaga de vice do PT

Publicado em terça-feira, junho 19, 2012 ·

O presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, anunciou oficialmente nesta terça (19) que a deputada Luiza Erundina desistiu de disputar a eleição municipal de São Paulo como vice na chapa encabeçada por Fernando Haddad, pré-candidato a prefeito pelo PT.

Campos afirmou que a decisão de Erundina tem “caráter irrevogável” e disse que o PSB não reivindica mais o posto de vice na chapa. “O PSB não reivindica a vice e entrega a Fernando Haddad a melhor escolha”, declarou Campos.

Apesar disso, ele declarou que a aliança com o PT está mantida. “A aliança não corre nenhum risco. Nós apostamos na candidatura de Fernando Haddad. Entramos na campanha de corpo e alma. Entendemos que Fernando Haddad será um grande prefeito para São Paulo”, disse.

A deputada Luiza Erundina informou aos dirigentes do partido sobre a desistência em uma reunião em Brasília, na sede da Fundação João Mangabeira, vinculada ao PSB.

Haddad com Erundina quando ela foi anunciada como vice na chapa encabeçada por ele; à dir., o pré-candidato com Lula e Maluf (Foto: Roney Domingos / G1 e Agência Estado)Haddad com Erundina quando ela foi anunciada como vice na chapa encabeçada por ele; à dir., o pré-candidato com Lula e Maluf (Foto: Roney Domingos / G1 e Agência Estado)

Ao blog de Gerson Camarotti, Erundina disse que, apesar da decisão, continuará participando da campanha. “Continuo ajudando a campanha do Haddad, mas não serei mais candidata a vice”, afirmou. Haddad afirmou em São Paulo que “não esperava” a decisão da deputada.

Erundina tomou a decisão de abandonar a chapa com o PT depois de tomar conhecimento do encontro em que Haddad e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva selaram a adesão do PP à candidatura do petista. O encontro ocorreu na casa do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), em São Paulo. Lula e Haddad se deixaram fotografar e filmar ao lado de Maluf nos jardins da casa do deputado.

Após saber do encontro – tornado público – entre Haddad, Lula e Maluf, Erundina deu nesta segunda (19) a seguinte declaração ao jornal “O Globo”: “É uma situação muito constrangedora. Tenho que rever essa situação. Vou conversar com o meu partido. Meu partido tem outros nomes, não tem problema nenhum.”

Eduardo Campos afirmou que uma eventual permanência de Erundina no posto de vice “seria ponto permanente de instabilidade em função de que ela não quer rever nada do que disse”.

Perguntado sobre a aliança do PT com Maluf, Campos respondeu que a coordenação da aliança pertence aos petistas.

“O comando de aliança se dá ao Partido dos Trabalhadores. Quando [algum partido] entra numa aliança, entra sabendo que não tem controle sobre o processo de aliança”, afirmou.

De acordo com o presidente do PSB, Erundina manterá o apoio a Haddad e participará da campanha.

“Ela me pediu agora que deixasse muito claro, quando liguei para Fernando Haddad na frente dela, que Fernando Haddad conta com ela para fazer todas as tarefas que fez, inclusive neste fim de semana, quando ligou para várias lideranças da periferia. Pediu para deixar muito claro que Fernando vai contar com ela”, declarou.

Campos respondeu que “não” à pergunta sobre se havia avisado ao ex-presidente Lula sobre a desistência de Erundina. “Eu comuniquei ao candidato e ao presidente do partido”, afirmou.

Sobre se o PSB teria algum outro nome para substituir Erundina, o governador afirmou: “Só temos ela. Gostaríamos de ter várias Erundina no partido, mas só temos ela.”

G1

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627