Propriedades rurais da Paraíba se transformam em complexos de lazer

Publicado em segunda-feira, agosto 26, 2013 ·

Empreendimentos desse tipo serão assunto no 4° Seminário Nordeste de Turismo Rural, que acontece durante a Ruraltur, a partir desta quarta-feira (28)

 

Comida caseira, ar puro e sossego: a combinação perfeita para um dia de descanso ao lado da família e amigos. No interior da Paraíba, propriedades rurais se transformam em complexos de lazer, com restaurantes, pescaria, trilhas ecológicas e um farto cardápio da culinária regional nordestina. Empreendimentos desse tipo serão um dos assuntos do 4º Seminário Nordeste de Turismo Rural, que acontecerá quinta (29) e sexta-feira (30) durante a 9ª Feira Regional de Turismo Rural (Ruraltur), que começa nesta quarta-feira (28), na Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), em Campina Grande.

A Casa de Cumpade, no distrito de Galante, em Campina Grande, é um dos mais famosos do Estado. Em agosto de 2007, o “cumpade” João Barreto, proprietário do lugar, juntou a paixão pela gastronomia e pelas tradições culturais do Nordeste para criar um complexo turístico na Fazenda Olho D’Água, até então improdutiva. Nos finais de semana e feriados, o lugar fica lotado.

O cardápio é farto. Só no café da manhã, são mais de 70 opções. No almoço, são servidos todos os pratos de uma cozinha regional: galinha de capoeira, bode, buchada, tripa assada, carneiro, arroz de festa e de leite, xerém, mugunzá, tapioca, cuscuz , queijo assado… Sem falar nas iguarias exclusivas da casa, criadas por João. A mais conhecida é o porco de engenho, medalhão de porco imerso em vinho e temperado com ervas regionais, servido com abacaxi, mel de engenho e champignon.

Enquanto saboreiam essas delícias, os clientes ouvem o bom e tradicional forró pé de serra. O lugar oferece diversas opções de lazer, que incluem trilhas ecológicas, tirolesa, redário, brinquedoteca, piscina, banho de bica, pescaria, além de passeios de charrete, cavalos, pôneis e carro de boi. O restaurante foi o Caso de Sucesso da Ruraltur no ano passado.

Sustentabilidade – Para João, empreendimentos desse tipo são importantes para a sobrevivência das comunidades rurais. “Vivemos numa região que possui um clima instável. Nunca sabemos quando teremos fartura. Quando investimos em negócios dessa natureza, temos a oportunidade de agregar valor aos nossos produtos, além de gerar emprego e renda para os moradores locais”, disse. A maioria dos ingredientes utilizados no preparo das comidas do restaurante é produzida na própria fazenda, que também vende parte da produção, como leite, carnes e ovos.

Fogão à lenha – Outro restaurante muito conhecido na região do Agreste é o Rancho do Caju, em Puxinanã, a 18 km de Campina Grande. Nos domingos e feriados, oferece café da manhã preparado num fogão à lenha e servido em panelas de barro. Nos finais de semana e feriados, serve um típico almoço regional, com pratos de encher os olhos. Com capacidade para 300 pessoas, possui estacionamento, parque para crianças, jogos, além de oferecer trilha e passeio de charrete. “Gosto do sabor da comida, feita de forma artesanal, e também da variedade de doces, que eu adoro. O ambiente rústico e tranquilo é perfeito para sair da rotina estressante que levamos durante a semana”, disse a jornalista Fabrícia Marinho, frequentadora assídua de restaurantes rurais.

A 15 km de Campina Grande, a Fazenda Maranata, no distrito de São Tomé, em Alagoa Nova, é o lugar ideal para recarregar as energias depois de uma semana de trabalho. Depois de provar um delicioso almoço regional, os clientes podem descansar em redes armadas nas árvores. O canto dos pássaros embala a sesta. Na propriedade também tem parque para crianças, pescaria, trilha ecológica, banho de piscina de pedra, pipódromo, gruta para visitação, quiosque de jogos e tirolesa. Para quem gosta de acampar, é só alugar uma barraca e se instalar. Recentemente, foram inaugurados dois alojamentos (um feminino e outro masculino) já que o local é muito procurado por grupos.

No recém-inaugurado Vó Maria, na comunidade Chã de Jardim, a 7km de Areia, os pratos são preparados com hortaliças orgânicas produzidas na própria comunidade. A decoração lembra uma aconchegante casa de sítio. Aos sábados, a atração é o pôr do sol ao som da Ave Maria, interpretada pela estudante Rejane Medeiros, 18 anos. E enquanto apreciam as belezas do lugar, os turistas podem provar um delicioso lanche preparado num fogão à lenha.

Uma das vantagens dos restaurantes rurais é a tranquilidade. Enquanto os pais almoçam e ouvem uma boa música, as crianças brincam livres no terreiro. “É o lugar ideal pra reunir a família porque tem opção pra todo mundo. Pelo menos uma vez por mês, escolhemos um dos restaurantes próximos à Campina e vamos curtir um dia sem preocupações”, disse a administradora Sílvia Pompeu.

Ruraltur – A abertura oficial da feira será às 19h desta quarta-feira (28), mas a partir das 8h tem início a programação com o 1º Encontro Nacional de Caminhadas na Natureza. No mesmo dia, das 14h às 17h, acontecerá o Encontro de Equipes de Turismo dos Sebrae Nordeste, que reunirá representantes dos nove estados para discutir estratégias e integrar ações de turismo para a região.

Até a sexta-feira (30), cerca de 80 expositores da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Piauí, Alagoas, Ceará, Bahia, Sergipe e Maranhão vão expor os seus produtos e serviços em 40 estandes.  Também haverá apresentações artísticas, oficinas e exposição de artesanato paraibano.

A entrada é gratuita. O seminário é o único evento pago. Com o tema Turismo Rural com foco na Economia Criativa e na Economia da Experiência, o evento abordará  desenvolvimento local e territorial, cultura e gastronomia, novos mercados em tempo de competição, público estrangeiro e cicloturismo. Os assuntos serão apresentados e debatidos por professores, pesquisadores, representantes de órgãos ligados ao turismo, consultores, gestores e produtores culturais.

Negócios – Algumas das principais operadoras de turismo do país já confirmaram presença na Rodada de Negócios, que acontecerá na quinta-feira (30), das 9h às 12h e das 14h às 17h. Esse é um dos momentos mais importantes do evento já que reúne empresários com interesses afins, que sentam-se à mesa para negociar.

Todos os eventos serão realizados na Fiep. A feira é uma iniciativa das unidades do Sebrae Nacional e agências do Sebrae no Nordeste, com o apoio do Governo do Estado, Associação Brasileira de Turismo Rural (Abraturr) e Fiep. Todas as informações do evento estão no site http://ruraltur.sebraepb.com.br/

Atividades esportivas – No sábado (31), acontecerá um passeio de bike até o restaurante Casa de Cumpade, no distrito de Galante, além da 1ª Caminhada Histórica e Cultural de Campina Grande. Os participantes se concentram às 7h no Parque da Criança, no bairro do Catolé. O percurso, de 6 km inclui os principais pontos turísticos da cidade.

Sebrae

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627