Presos de alta periculosidade da Paraíba são transferidos para presídio federal no Paraná

Publicado em terça-feira, outubro 14, 2014 ·

Reprodução/ Jorge Filho
Reprodução/ Jorge Filho

As Secretarias de Administração Penitenciária e de Segurança da Paraíba e Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram na manhã desta terça-feira (14), a ‘Operação Marte’ visando à transferência de três presos considerados de alta periculosidade pelas forças de segurança do estado. Os apenados foram transferidos para o presídio federal de Catanduvas, no Paraná.

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, Walber Virgolino, a medida é para coibir a ação de organizações criminosas dentro e fora das unidades prisionais.

Foram transferidos os presos conhecidos como ‘Pinino’, ‘Gilson Beira Mar’ e Mira Mar. Eles cumpriam pena no Complexo Penitenciário Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1 e PB2. “Todos são considerados de alta periculosidade. O Gilson Beira Mar, por exemplo, tem atuação em ataques a bancos, e Pinino e Mira Mar tem atuação no tráfico de drogas, assaltos e homicídios”, falou Walber.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os apenados passaram por exames de corpo de delito no Instituto de Polícia Científica, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, e foram levados para o Aeroporto Internacional Castro Pinto, em Bayeux, vão embarcar  no avião da Polícia Federal.

Um forte esquema de segurança foi montado até o Aeroporto Internacional Castro Pinto, em Bayeux, para realizar o embarque dos detentos. A ação integrada contou com o auxílio do helicóptero e policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), agentes da Polícia Rodoviária Federal e GPOE da SEAP.

 

 

Por Hyldo Pereira

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627