Presidente do PT de Campina Grande tenta anular aliança com PP

Publicado em quarta-feira, Abril 25, 2012 ·

O presidente do PT de Campina Grande, Alexandre Almeida, está em Brasília onde impetra recurso junto ao Diretório Nacional contra a decisão do partido em apoiar a pré-candidatura da deputada Daniella Ribeiro (PP) à prefeitura.

Segundo Almeida, o encontro de delegados no PT, no último domingo, que decidiu pela aliança com o PP, foi marcado por irregularidades. Ele citou problemas quando da convocação do encontro, além do fato de o prazo para a inscrição de propostas de apoio aos candidatos de outros partidos ter expirado no dia 15 de janeiro, não sendo mais possível tal proposta, principalmente dentro do encontro que teria como pauta central a eleição dos pré-candidatos a prefeito inscritos.

Alexandre disse que sua postulação à PMCG está mantida.

Na sexta-feira (16), se inscreveram os pré-candidatos Márcio Caniello, Pedro Lúcio e Alexandre Almeida. Márcio e Pedro renunciaram no domingo e passaram a defender o apoio a Daniella Ribeiro. “Eu já detalhei estas irregularidades aos três senadores e a um deputado federal que integram a direção nacional. Nesta quarta-feira apresentarei o recurso à Executiva e não tenho dúvida que o encontro será anulado e nossa candidatura mantida”, frisou Alexandre.

Segundo ele, o presidente estadual do PT, ex-deputado Rodrigo Soares, é o chefe da conspiração e negociação de usar o partido em Campina como ‘moeda de troca’ para o PT de João Pessoa, que lançou a pré-candidatura do deputado Luciano Cartaxo a prefeito.

O presidente estadual do PT, ex-deputado Rodrigo Soares, disse que as instâncias superiores do partido vão analisar qualquer recurso, mas acredita que a decisão do PT de Campina Grande será mantida, alegando que não houve irregularidades. “A decisão foi legal, democrática e soberana”, sustentou Soares.

Para ele, a motivação da aliança com PP é “pensar grande para agir por Campina Grande. Dois partidos que têm em comum governo federal e ação das bancadas na Assembleia Legislativa.

O PMDB tem sua candidatura. Daniella representa a renovação e o novo momento de Campina Grande, como Luciano Cartaxo representa isso em João Pessoa”, revelou.

No que tange às declarações do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), de que foi ‘apunhalado pelas costas’ pelo PT, Rodrigo ressaltou que o gestor municipal deve se ater às questões administrativas e aos assuntos do PMDB.

Ele frisou que cada partido deve responder por suas decisões.

Soares também descartou que tenha dado garantia ao prefeito de que o PT teria candidatura própria ou apoiaria a candidata do PMDB, Tatiana Medeiros.

Josusmar Barbosa e Nicolau de Castro/Jornal da Paraíba
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627