Presidente da CPI é cobrado a se explicar sobre assessora fantasma

Publicado em terça-feira, Maio 22, 2012 ·

Foto: Assessoria

Integrantes da CPI do Cachoeira esperam explicações do presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), sobre a contratação de uma funcionária fantasma em seu gabinete.

Apesar dos parlamentares afirmarem que a denúncia não coloca os trabalhos de Vital do Rêgo na CPI sob suspeita, eles esperam que o peemedebista se antecipe apresentando suas explicações.

“É uma acusação, ele vai apresentar suas justificativas, mas confio na idoneidade dele. Há segmentos interessados em comprometer a imagem dele e do relator”, disse o senador Humberto Costa (PT-PE).

Para o deputado Sílvo Costa (PTB-PE), o senador terá que prestar os “devidos esclarecimentos” sobre a contratação de fantasmas.

“Quem se dispõe a participar de CPI sabe que sua vida será vasculhada. Acho que o presidente dará os devidos esclarecimentos, ele vem conduzindo com equilíbrio os trabalhos da CPI”, afirmou.

O senador Pedro Taques (PDT-MT) também disse esperar explicações do presidente da comissão. “Eu quero ouvi-lo sobre isso. Eu entendo que ele vai se explicar.”

Para o senador Sérgio Souza (PMDB-PR), também integrante da CPI, a denúncia não compromete a condução dos trabalhos por Vital do Rêgo. “Não interfere em nada na CPI. Ele vai se manifestar porque deve uma satisfação à sociedade, mas não tem nada a ver com a comissão.”

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirmou que a denúncia é uma “questão pessoal” de Vital do Rêgo. “Isso não tem nada a ver com CPI, é questão da relação dele com a Casa. Não podemos achar que a CPI vai resolver os problemas da Casa.”

AI, SE EU TE PEGO

Reportagem publicada hoje pela Folha mostra que o Vital do Rêgo contratou como funcionária fantasma em seu gabinete Maria Eduarda Lucena dos Santos, que se diz coautora do hit “Ai, Se Eu te Pego”, cantado por Michel Teló.

O emprego foi arrumado pelo pai de Maria Eduarda, o jornalista Adelson Barbosa, que admitiu à Folha que a filha foi contratada para receber pelos trabalhos que ele e outros dois jornalistas executariam: publicar reportagens favoráveis ao senador na imprensa local.

Maria Eduarda, 20, também disse à reportagem que o pai é quem responde pelo cargo. Ela foi contratada em fevereiro de 2011 como assistente parlamentar com salário de R$ 3.450. E é dispensada de comprovar presença.

Estudante universitária, ela diz ter criado o “Ai, se eu te pego” numa viagem com colegas à Disney em 2006.

A Justiça concedeu liminar em favor dela e das amigas bloqueando o dinheiro arrecadado com a música até que se decida a autoria.

A contratação de funcionários fantasmas pode gerar ação por improbidade. O presidente da CPI também emprega no gabinete parentes de políticos e aliados.

Ele contratou uma filha do ex-governador peemedebista José Maranhão, a mãe do deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB), uma prima do ex-senador Ney Suassuna e uma cunhada de seu primeiro-suplente, Raimundo Lira, com salários que variam de R$ 2 mil a R$ 12,8 mil. O senador emprega ainda a mulher de Carlos Magno, coordenador de comunicação de sua campanha em 2010.

Folha.com

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627