Presidência da República cobra do Estado apuração rigorasa de esquartejamento

Publicado em sábado, junho 9, 2012 ·

Os assassinatos com requintes de crueldade de duas mulheres e a profanação de seus corpos pela prática de esquartejamento são alvo de atenção da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR). O órgão federal vai enviar, nesta sexta-feira à tarde (08), ofício com a solicitação de informações acerca das investigações dos casos à Secretaria de Estado da Justiça e Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres da Paraíba.

Também será pedida a rigorosa apuração dos casos, tendo em vista que os supostos mandatários estão presos.

“Esses crimes nos impactam novamente pela crueldade com que a violência contra as mulheres é praticada. A violência de gênero na Paraíba demonstra o quanto o poder público e a sociedade devem atuar com rapidez para a rigorosa punição dos agressores e o fim da impunidade”, afirma Aparecida Gonçalves, secretária nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres da SPM.

Desde fevereiro, a SPM vem acompanhando sistematicamente os casos de violência contra as mulheres na Paraíba devido ao estupro coletivo e ao assassinato de mulheres em Queimadas. Em março, a ministra Eleonora Menicucci, da SPM, firmou com o governo da Paraíba a renovação da parceria por meio do Pacto Nacional pelo Enfrentamento da Violência contra as Mulheres, repassando R$ 1,3 milhão.

Além do ofício remetido aos órgãos do estado da Paraíba, a SPM está acionando a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher no Brasil, da qual a SPM faz parte como colaboradora permanente. A CPMI tem o objetivo de investigar a situação da violência contra a mulher e apurar denúncias de omissão do poder público diante do problema.

Da Redação com Assessoria

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627