Polícia investiga estupro coletivo no Lar do Garoto e sete internos são transferidos

Publicado em quinta-feira, junho 16, 2016 ·

A Polícia Civil em Lagoa Seca está investigando um suposto caso de estupro coletivo, que teria ocorrido no Lar do Garoto Padre Otávio Santos, instituição para cumprimento de medidas socioeducativas.

O caso foi levado a conhecimento da polícia na última terça-feira (14) e motivou a transferência de sete internos, maiores de 18 anos, para a Penitenciária Padrão de Campina Grande.

De acordo com a direção, um interno, que teve a identidade preservada, procurou a equipe e denunciou que teria sido forçado a manter relações sexuais com outros sete internos. Diante disso, vítima e suspeitos foram levados para a delegacia de Lagoa Seca.

lar-garoto

Foto: Reprodução/Internet

Segundo a diretora do Lar do Garoto, Paula Vanessa, o jovem confirmou ao delegado a versão apresentada por ele na instituição.

– O interno denunciou o fato por volta de 10h desta terça-feira. Todos foram encaminhados pra delegacia, tanto a vítima quanto aos acusados. Lá, a vítima disse em detalhes o que aconteceu. Sendo assim, foi lavrada a prisão em flagrante, por serem maiores de idade. Eles ficaram na carceragem da delegacia aguardando a audiência de custódia que aconteceu ontem, quando foi decidido que eles permaneceriam presos. Os sete foram então transferidos para a Penitenciária Padrão – detalhou.

Ela revelou ainda que o interno estuprado está  abalado e está recebendo acompanhamento psicológico.

– Ficamos muito tristes com o que aconteceu porque o trabalho do Lar do Garoto é fazer com que os internos saiam pela porta da frente, ressocializados, e não para presídios – afirmou.

Já o delegado responsável pelo caso,  Luciano Mendonça, confirmou as informações da direção do Lar do Garoto.

– Ontem teve a audiência (de custódia). Ouvimos a vítima, que fez exames em Campina Grande, e os sete rapazes acusados foram para a Penitenciária Padrão – declarou.

FONTE: paraibaonline

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br