PMDB usa ‘desconfiança’ na economia para pressionar por nomeação de Vitalzinho e apoio nos estados

Publicado em segunda-feira, novembro 4, 2013 ·

vitalzinhoDesconfiado de que o comando do Ministério da Integração Nacional ficará com o PROS, partido do governador do Ceará, Cid Gomes, que deixou o PSB para se manter na base da presidente Dilma Rousseff (PT), o PMDB já montou uma estratégia para pressionar o governo federal para ter mais espaços na máquina e angariar apoios para as candidaturas estaduais.
Segundo o jornal O Estado de S.Paulo desta segunda-feira (4), os peemedebistas passaram a pautar temas com impacto sem o respaldo da presidente usando uma percepção negativa do mercado em relação à área econômica do governo Dilma para reformular sua atuação com o Planalto.

 
A publicação cita o exemplo do senador Renan Calheiros que nos últimos dias defendeu a votação até o final do ano do projeto de lei que fixa mandato de seis anos para diretores do Banco Central. O objetivo seria, na verdade, antecipar a nomeação do senador Vital do Rego para o Ministério da Integração.

 
“O presidente do Senado justificou a iniciativa dizendo que o projeto fazia parte da sua plataforma de campanha para voltar ao comando do Congresso, em fevereiro. Mas, segundo aliados, o que Renan pretende é apressar a nomeação do correligionário e senador Vital do Rêgo (PB) para o Ministério da Integração Nacional, cargo ocupado por um técnico interino afilhado político do governador do Ceará, Cid Gomes. Essa mudança irritou o PMDB, que desconfia que o ministério ficará na cota do PROS, novo partido de Cid”, diz a matéria.

Blog do Luís Torres

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627