Pipas causam centenas de interrupções de energia em João Pessoa

Publicado em sexta-feira, novembro 25, 2011 ·

pipasA cada dois dias, milhares de moradores de João Pessoa ficam sem luz por causa das pipas. Até o dia 20 de novembro, elas causaram 159 suspensões no fornecimento de energia, de acordo com levantamento da Energisa. A região campeã de ocorrências é Mangabeira. Lá, as pipas foram responsáveis por 27 interrupções, sendo que mais de 80% aconteceram nos três primeiros meses do ano, época de férias escolares.

Por isso, a Energisa intensificou as campanhas de conscientização presenciais e as ações preventivas.  Em novembro, a unidade móvel do Projeto Energisa Comunidades visitou três escolas em bairros considerados críticos – Mangabeira, Costa e Silva e Paratibe. Os educadores ministraram palestras com recomendações sobre como evitar acidentes e brincar em segurança. “Nossa principal orientação é procurar um local afastado da rede elétrica, como campos e parques”, afirma José Ricardo Dias Pinto, eletricista e palestrante do projeto.

Para Regina Liosa, diretora da escola Capistrano de Abreu (Costa e Silva), a visita foi muito importante para o aprendizado dos jovens: “É algo diferente, eles aprendem melhor porque são técnicos explicando o assunto. Aprendendo essas informações, eles podem repassá-las em casa, para as famílias deles”.

De acordo com o gerente do Departamento de Construção e Manutenção da Distribuição da Energisa, Francisco Carlos Brasil, além das perigosas descargas elétricas, quando enroscadas em postes, transformadores e cabos elétricos, as pipas provocam curtos-circuitos e acionamento de chaves e disjuntores para proteção de equipamentos instalados na rede elétrica, tendo como conseqüência a interrupção do fornecimento de eletricidade e até a queima de eletrodomésticos na vizinhança. “Fazemos inspeções periódicas nas linhas para retirar restos de pipas que ficam agarradas. Na última operação, em apenas um dia, recolhemos uma grande quantidade de lixo. Mas, não é possível varrer toda a rede, todos os dias. Por isso, precisamos da colaboração da população”, apela Brasil.

Confira algumas recomendações dos técnicos:

-Nunca use fios metálicos nem papel laminado para confeccionar a pipa; eles são condutores de energia e podem causar choques fatais;

– se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-las. Nunca use varas, nem suba no poste para tirar uma pipa. Nesses casos, o choque é fatal;

– se a pipa cair em uma árvore que esteja tocando a rede elétrica é perigoso tentar retirar, pois o movimento dos galhos pode provocar curto-circuito e choques;

– não use cerol. Além do risco de ferir ou mesmo matar, o cerol costuma cortar os fios de alta e baixa tensão. Vale lembrar que o uso de cerol é proibido e constitui um grande risco para as pessoas. Ele pode provocar acidentes graves com ciclistas e motociclistas;

– linhas metalizadas conduzem energia e aumentam o perigo de choques;

– não jogue objetos na rede de energia elétrica, como arames, correntes e cabos de aço;

– em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte;

– prefira pipas que não precisem de rabiola;

– não suba em telhados, lajes, postes ou torres para recuperar pipas;

– caso presencie um acidente desse tipo, para separar a vítima do condutor de energia use objetos de borracha ou madeira, evitando os de metal ou que estejam molhados. Lembre-se: o simples ato de tentar puxar uma pipa presa aos fios da rede elétrica pode provocar uma violenta descarga elétrica, capaz de levar à morte.

Julio Vinicius dos Santos Silva para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627