Pesquisa constata que mais de 82% dos paraibanos pretendem presentear neste Natal

Publicado em domingo, novembro 13, 2011 ·

movimento-comercioO Natal está chegando e, com ele, época de comemoração e confraternização, mas também de troca de presentes e muitas compras, o que faz do período o mais aguardado pelo comércio. De acordo com levantamento realizado pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba, 82,78% dos paraibanos pretendem presentear amigos e parentes neste Natal. Este resultado representa uma expansão de 1,78 p.p se comparado ao do ano passado, quando a intenção de compras atingiu o patamar de 81%.

Segundo a pesquisa, no topo da lista dos presentes mais procurados estão as roupas (46,82%), depois pequenos presentes (33,82%), eletrodomésticos e eletroeletrônicos (28,03%), brinquedos (26,01%), calçados (25,43%) e perfumes (21,68%). Entre os eletrodomésticos e eletroeletrônicos, os produtos mais citados foram: celular (36,08%), computador (22,68%), geladeira (15,46%), fogão (13,40%), som (10,31%) e televisor (9,28%).

Na análise por sexo, a intenção de presentear neste Natal foi maior entre as mulheres (87,50%) do que entre os homens (78,10%) e, por renda, os consumidores que recebem acima de oito salários mínimos (90,91%). Com relação à forma de pagamento, a modalidade preferida dos consumidores entrevistados foi a compra à prazo (42%), com destaque para as compras parceladas no cartão de crédito (91,56%). Já os consumidores que pretendem comprar à vista atingiu um patamar de 37%.

A pesquisa revelou, ainda, que os presentes com valores entre R$101 e R$250 serão os preferidos (28,61%) dos consumidores nesse Natal. Os produtos entre R$251 e R$350 aparecem logo depois (18,50%), seguidos pelos de até R$100 (14,74%). Já os presentes acima de R$800 foram citados por 8,38% dos entrevistados. De acordo com o levantamento, o gasto médio dos consumidores na compra de presentes este ano deverá ficar em torno de R$330,00.

Quanto ao local onde os consumidores pretendem realizar as compras, os shoppings foram os mais citados com 63,29% das respostas, seguido pelo comércio tradicional (48,27%), hipermercados (7,80%), comércio informal (4,62%) e pelas compras na internet (4,05%), que vem crescendo a cada ano.  Merecem destaque também outras intenções de compras citadas pelos entrevistados, como: agências de viagens, revistas, free shopping, entre outras, que atingiram o percentual de 2,31% do total das respostas.

Com relação aos fatores considerados mais importantes pelos consumidores na hora de efetivarem suas compras, a qualidade do produto (81,50%), o preço (80,35%) e o bom atendimento (51,45%) foram os mais citados.

“A pesquisa se preocupou também em conhecer o destino que os consumidores pretendem dar ao 13° salário. A maior parte (37,32%) pretende utilizar para a realização de compras, em seguida vem o pagamento de dívidas (30,38%) e os que investirão em aplicações financeiras (25,36%)”, acrescentou o presidente do Sistema Fecomércio, Marconi Medeiros.

É importante lembrar que em alguns quesitos os entrevistados poderiam marcar mais de uma opção como resposta, ficando a soma dos resultados superior a 100%.

Metodologia

Os dados da pesquisa foram coletados com cerca de 418 consumidores na Região Metropolitana de João Pessoa, durante o período de 20 a 29 de outubro de 2011. A metodologia utilizada para escolha total da amostra apresenta um índice de confiança de 95% e um erro amostral de 4,64%.

Ascom/Fecomércio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627