Pastor rebate lista milionária da ‘Forbes’, classificando de “safadeza e cachorrada”

Publicado em sábado, janeiro 19, 2013 ·

O pastor Silas Malafaia rebateu a publicação da revista americana “Forbes”, que elenca os líderes evangélicos mais ricos do Brasil. Malafaia, que aparece em terceiro lugar, chamou a publicação de “safadeza e cachorrada”, anunciando que irá processar a Forbes Brasil.

“Religião sempre foi um negócio lucrativo” é assim que começa a reportagem da revista sobre os “milionários” líderes de grandes igrejas evangélicas do Brasil. Segundo a publicação, os cinco religiosos mais ricos do Brasil são:

Edir Macedo, Igreja Universal do Reino de Deus: R$ 2 bilhões;

Valdemiro Santiago, Igreja Mundial do Poder de Deus: R$ 400 milhões;

Silas Malafaia, Igreja Assembleia de Deus: R$ 300 milhões;

R. R. Soares, Igreja Internacional da Graça de Deus: R$ 250 milhões;

Estevan Hernandes Filho e a bispa Sônia, casal líder da Igreja Renascer: R$ 120 milhões juntos.

Veja na integra a declaração do Pastor Silas Malafaia

Existe um jogo muito bem organizado para denegrir pastores evangélicos a fim de que a sociedade tenha uma ideia de que pastor é um malandro usurpando dinheiro de imbecis e idiotas a fim de se locupletar.

Como sou psicólogo, aprendi que para a mente humana acreditar em alguma coisa são necessárias várias repetições. Se você não tem consistência na sua mente sobre a verdade, uma mentira várias vezes repetida para você, passa a ser uma verdade no seu processo mental. E é este o jogo: construir um preconceito da sociedade em relação a pastores e as igrejas evangélicas.

Estão com um medo danado do nosso crescimento.

Agora deixa eu desmentir essa “safadeza” inescrupulosa da Forbes Brasil em relação a minha renda:

1- Eu sou o pastor que nunca neguei informação a nenhum veículo de mídia, tanto é que meu patrimônio, receita da Associação Vitória em Cristo, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, da Editora Central Gospel, já foram publicadas por diversas entrevistas que dei, entre as quais, as páginas amarelas da revista Veja.

2- Não tenho medo, nem o que esconder do meu patrimônio, porque tudo o que possuo foi constituído de maneira legal, tanto diante da lei dos homens, quanto das leis de Deus. E mais, há 25 anos não recebo salário de pastor, não que seja errado ou pecado. A Bíblia diz que digno é o obreiro do seu salário. Foi uma decisão de foro íntimo da minha relação pessoal com Deus.

3- Se juntarmos a receita da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, QUE NÃO É MINHA, mais a receita da Associação Vitória em Cristo, QUE NÃO É MINHA, com mais o faturamento da Editora Central Gospel, que é minha propriedade, e mais as ofertas voluntárias que recebo por palestras dadas, somando tudo isto, não dá a metade do que eles anunciaram como receita pessoal minha. É só para vocês verem a safadeza e a cachorrada desses inescrupulosos.

4- Tudo o que tenho de patrimônio pessoal e renda, estão declarados na Receita Federal. Não tenho nada a temer ou a dever. Dizer que a informação da minha renda foi dada pelo Ministério Publico do Brasil e pela Polícia Federal é uma afronta a essas instituições sérias, porque eles não tem autoridade legal para fornecer nenhum tipo de informação como esta. Mais uma vez para provar a mentira desses safados, mediante a isto, entrarei com uma ação judicial contra a Forbes Brasil.

Écliton Monteiro – MaisPB

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627