Pastor fala em fim do cristianismo com manutenção do casamento gay e pede retorno de manifestações

Publicado em quinta-feira, agosto 29, 2013 ·

O pasto Estevam Fernandes deu algumas declarações polêmicas nesta quinta-feira (29). O religioso acredita que está sendo marcado fim dos tempos e da religião cristã, com a manutenção do casamento gay. Lembrando também a manutenção do mandato de Natan Donavan pelos deputados federais no Congresso, Estevam pediu o retorno das manifestações nas ruas contra a corrupção.

Referindo-se a decisão da Justiça contra pedido do PSC (partido de Marco Feliciano) sobre o casamento gay. A procuradora-geral interina da República, Helenita Acioli, enviou parecer ao STF (Supremo Tribunal Federal) em que opinou ser improcedente a ação de inconstitucionalidade proposta pelo PSC (Partido Social Cristão) que questionava a resolução do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que autoriza a celebração de casamento civil ou conversão de união estável em casamento entre pessoas do mesmo sexo.

“Eu vejo com tristeza (a decisão), porque num país que tem tradição cristã, que se diz cristão… Você não pode legislar dizer que é casamento… pode ser união, agora casamento de duas pessoas do mesmo sexo vivendo juntas. Eu fico triste, espero que isso seja depois revisto e a gente volte a colocar no país o principio pelo menos… A gente tem que respeitar todo mundo , mas respeito também a família como Deus assim pensou”.

 

O protestante foi mais além, afirmou que o casamento gay aponta o fim do cristianismo. “Isso mostra bem o fim do cristianismo como religião do pensar, hoje é só devoção e para mim é um caos universal. Não sei onde vai dar isso”.

 

Natan Donavan – Em relação a outro assunto, a manutenção do mandato do deputado Natan Donavan (sem partido), deputado federal preso e condenado a 13 anos por peculato e formação de quadrilha, Estevam Fernandes pontuou.

“Acho uma coisa vergonhosa, inaceitável e repugnante. Como deputados mantém mandato de um colega que está preso e que foi inclusive à sessão algemado? Uma vergonha para o país. Uma vergonha a decisão e só resta ao brasileiro protestar. Uma vergonha! Acho que deve haver no Brasil outro movimento de levante popular contra a corrupção. Isso é uma acinte. É tudo que a gente vê ultimamente. Os deputados disseram que não estão nem aí para o povo, somos corporativos e a gente faz do jeito que a gente acha que é para fazer”, finalizou.

Paulo Dantas / Fernando Braz

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627