Paraíba registrou 5.656 homicídios em apenas quatro anos; Patos está entre os primeiros mais violentos

Publicado em domingo, outubro 23, 2011 ·

sangueA Paraíba registrou 5.656 homicídios, entre os anos de 2006 e 2010. Entre as vítimas deste tipo de crime 55,6% eram jovens entre 15 e 29 anos, sendo 92% do sexo masculino. Para reduzir o número de homicídios entre os jovens, a Secretaria de Saúde do Estado publicou no Diário Oficial de ontem o ‘Plano para Redução da Vulnerabilidade do Risco de Morte por Homicídios na idade de 15 a 29 anos’. A princípio o projeto vai atender 23 municípios classificados como prioritários.

João Pessoa aparece em primeiro lugar nas estatísticas de homicídios de jovens totalizando 1.176 homicídios no período, seguida por Campina Grande, que registrou 427 assassinatos no mesmo período. O terceiro município que mais registrou mortes por homicídio foi Santa Rita com 235 casos. A taxa de mortalidade por homicídios no Estado em 2010 foi de 39,1 mortes a cada 100 mil habitantes.

Embora não tenha sido divulgados os dados com relação à Patos, a cidade é considerada uma das mais violentas do Estado. No período contabilizado, de 2006 a 2010, apenas o primeiro ano não foi contabilizado pelo Hora Exata. De 2007 a 2010 foram registrados na cidade 204 homicídios.

Para selecionar os 23 municípios onde o projeto será colocado em prática, a Secretaria de Saúde levou em conta os dez municípios que registraram mais homicídios na faixa etária entre 15 e 29 anos e os municípios que não haviam registrado homicídios na mesma faixa etária até o ano de 2009, mas que em 2010 registraram as primeiras ocorrências.

O projeto atenta para as mortes consequentes da violência e busca reduzir os números com o fortalecimento de uma política de prevenção com o estímulo da paz em parceria com as secretarias de saúde dos 23 municípios prioritários. Após a implantação do projeto a Secretaria de Saúde espera reduzir ainda no ano que vem a taxa de mortalidade por homicídio no Estado, tendo como base o comparativo com o ano de 2010.

Entre as ações previstas estão a união entre representantes da saúde, educação e segurança pública para identificar e mapear os estabelecimentos escolares e ambientes de diversão noturna que estão em áreas de risco dos municípios prioritários.

Também estão previstas oficinas de sensibilização com proprietários de estabelecimentos de diversão noturna.
A integrante do Conselho de Segurança de João Pessoa, Abimadab Vieira, afirma que apesar dos números alarmantes ainda considera João Pessoa tranquila. “O Policiamento Comunitário implantado em bairros da capital surtiu efeito e nós já conseguimos reduzir muito o número de homicídios em Mandacaru e no Alto do Mateus”, frisou.

Michelle Scarione – Portal Hora Exata

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627