Papa se encontra com vítimas de abuso sexual e vai a presídio

Publicado em domingo, setembro 27, 2015 ·

papa-se-encontra-com-vitimas-de-abuso-sexual-e-vai-a-presidioO Papa Francisco disse a bispos na Filadélfia neste domingo (27) que se encontrou com vítimas de abuso sexual cometido por clérigos, acrescentando que “Deus chora” por elas.

“Deus chora pelo abuso sexual de crianças”, disse o pontífice de 78 anos. “A juventude é protegida e… todos os responsáveis serão responsabilizados”, disse o pontífice, segundo a Reuters.

As informações sobre os abusos e sobre como eles foram encobertos tornaram-se notícia em 2002. Grupos de vítimas disseram que a Igreja não fez o suficiente para combatê-los.

A estimativa é de que mais de 100 mil crianças norte-americanas tenham sido vítimas de abuso sexual por sacerdotes, segundo disseram especialistas de seguradoras em documento apresentado ao Vaticano em conferência de 2012.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Segundo a agência AFP, Francisco recebeu durante meia hora em um seminário três mulheres e dois homens, “vítimas de abusos sexuais cometidos por membros do clero, educadores e membros de suas famílias”, informou em um comunicado do Vaticano.

“Irmãos bispos, bom dia. Carrego gravado em meu coração essas histórias, o sofrimento e a dor dos menores que foram abusados sexualmente por sacerdotes”, afirmou o a Papa no início da reunião com os bispos, acrescentando que “aqueles que sofreram tornaram-se verdadeiros heróis da misericórdia”

Filadélfia, cidade da costa oeste americana a meio caminho entre Washington e Nova York, foi uma das regiões mais atingidas nos Estados Unidos por este escândalo na década de 1980. “O Papa escutou os testemunhos dos visitantes e lhes dirigiu algumas palavras, antes de falar com cada um individualmente”, informou o Vaticano.

Francisco já havia tratado o caso em várias ocasiões durante esta viagem, mas sempre de forma discreta. Seu antecessor, Bento XVI, encontrou-se com vítimas da pedofilia em Boston em 2008. As associações de vítimas ainda não haviam se pronunciado.

Visita a prisão
Após o encontro com as vítimas e sua apresentação diante dos bispos, o papa fez uma atividade que costuma fazer parte de suas viagens oficiais: visitou a prisão de Curran-Fromhold, nos arredores da Filadélfia.

“Estou aqui como pastor mas sobretudo como irmão para compartilhar de sua situação e fazê-la minha também”, disse em discurso antes de cumprimentar com um aperto de mãos cada um dos detentos, sentados em filas numa grande sala.

Francisco chegou a trocar palavras com alguns deles e recebeu de presente uma cadeira fabricada pelos internos. Em sua mensagem em espanhol, disse que é “triste constatar que os sistemas prisionais não buscam curar as feridas, sanar as feridas, dar novas oportunidades”.

O sumo sacerdote planeja dizer adeus aos Estados Unidos com uma missa na qual são esperadas 1,5 milhão de pessoas, que também servirá de encerramento para o VIII Encontro Mundial das Famílias Católicas.

Esta décima viagem do primeiro papa das Américas começou em Cuba, onde pediu que o país continue no caminho da reconciliação.

Papa Francisco cumprimenta detentos durante sua visita a um presídio na Filadélfia neste domingo (27)  (Foto: David Maialetti/The Philadelphia Inquirer)Papa Francisco cumprimenta detentos durante sua visita a um presídio na Filadélfia neste domingo (27) (Foto: David Maialetti/The Philadelphia Inquirer)

 

G1

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br