Padre Djacy – Jesus discursando no Congresso Nacional

Publicado em segunda-feira, agosto 29, 2011 ·

padredjaci

Tenho a absoluta convicção que se Jesus retornasse ao nosso convívio, em carne e osso, para uma breve visita, certamente iria ao Congresso Nacional, em Brasília, para proferir um grande discurso profético, dirigido aos deputados e senadores da República.

Não resta dúvida, seu discurso seria contundente, inflamado, profético. Qual seria o teor desse discurso do filho amado de Deus? Quem ficaria no plenário para ouví-LO? Quais seriam as imediatas reações? O que iriam fazer com Jesus de Nazaré, após seu inflamado pronunciamento? Seria aplaudido de pé, ou expulso pelos os homens e mulheres do poder?

O discurso de Jesus, o libertador, giraria em torno dos grandes problemas que afetam o Brasil: a fome, a violência, as injustiças sociais, as desigualdades econômicas e sociais, a corrupção, o desprezo à pessoa humana, a relativização do ser humano, a ganância pelo o lucro,a roubalheira,a mentira,a política assistencialista,a política clientelista,o coronelismo que continua em alguns estados etc.

Jesus começaria assim:

Senhores e senhoras, estou aqui, em nome do meu Pai, para falar-lhes toda a verdade. Meu discurso será profético, contundente, realista. Peço-lhes que me ouçam pacientemente, pois vou falar tudo o que povo gostaria de dizer-lhes.

Faço-lhes um dramático apelo. Tirem deste plenário, essa cruz com a minha imagem, ou como vocês chamam, imagem do Senhor morto, porque não vejo coerência cristã por parte dos que aqui estão. Para mim, isso é uma afronta a mim e ao povo que grita, todos os dias, por justiça, por dignidade, por vida. Pregado nessa cruz, eu estou gritando em defesa do povo,e vocês nem me ouvem.Não estão nem aí. O meu grito, nesta cruz, é abafado pelos discursos demagógicos, hipócritas, interesseiros de vocês. Meu grito, aqui, é um grito em vão. Vocês não levam em consideração o meu o meu brado ,que é o clamor pungente  do povo brasileiro.

Morri por amor ao povo sofrido de Deus, fui barbaramente assassinado por causa da minha luta por justiça para todos, e aqui, vocês morrem por amor ao poder pelo o poder, com suas regalias. Justiça para o povo,nessa Casa, não é palavra corrente.

Não me apeguei ao poder, e vocês vivem brigando pelo o poder. Vocês têm fome de poder. São loucos pelo o poder. Quanto mais poder, melhor. E o pior, esse poder não estar a serviço dos brasileiros. Vocês não estã aqui para servir, mas para ser servido.

Minha imagem nesta parede luxuosa não coaduna com as atitudes hipócritas, enganosas, interesseiras de muitos que aqui estão, pois, de um lado, no alto, está minha imagem suplicando por justiça para meu povo, em baixo, estão vocês, no maior luxo, aprovando leis anticristãs, injustas, desumanas etc.

Por favor, retirem minha imagem desta Casa, o quanto antes. Respeitem a minha luta em defesa dos excluídos, dos marginalizados, dos deserdados da vida. Repito, fui preso, julgado,condenado,assassinado por ter entrado na contra mão daqueles que, violentamente, oprimiam,maltratava, matavam o povo pobre da Palestina.

Foram os poderosos que me assassinaram. Eles não assimilaram meu discurso em defesa dos pequenos, dos humildes. Foi o poder politco-economico-religioso que tramou, repito, minha morte.

Vocês estão no poder, Então, pergunto-lhes: o que fazem de bom pelo o povo brasileiro? Digam-me o que fizeram até agora? O que aprovaram em termos de projetos para beneficiar os pobres deste país?

Por que vocês, senhores e senhoras, não lutam por um Brasil mais humano, mais justo, onde os brasileiros possam viver com dignidade?

Vocês sabem o que é fome, miséria, sofrimento, sede? Por que não dão um basta a tanta mordomia, tanta regalia?

Por que os senhores não se comprometem com políticas publicas de combate às causas da  fome, da  miséria,da violência?

Por que vocês não olham para o povo que não dispõe de assistência medico-hospitar? O que estão fazendo para evitar que tantos brasileiros pobres morram nas filas dos hospitais?

Os pobres, neste país, não dispõem de educação de qualidade, enquanto os filhos de vocês estudam nas melhores escolas do País ou no exterior. Por quê?

Por que a elite política, neste país, nunca se interessou por educação? É para manter o povo alienado, cego, despolitizado? Uma coisa eu digo: vocês nunca se interessaram em educação de qualidade para o povo, sabem o porquê? Para mantê-lo como massa de manobra, como boiada.

Neste exato momento, recebo o jornal folha do vali, da região do vale do Piancó-Pb, com a seguinte manchete: “analfabetismo no Vale atinge 31% da população a partir de 15 anos. Índice é um dos piores do Brasil”.Qual a reação de vocês?

Para vocês, quanto menos os pobres estudarem, melhor. Ora, povo estudado é povo consciente. Os senhores e senhoras  têm medo que o povo consciente os derrube do poder, do seu status quo.

Empalitozados, com suas roupas de marcas, não se sensibilizam com os milhões de brasileiros que clamam pungentemente por pão, roupa, remédio, água potável, dignidade etc.

Aqui reinam o luxo, a mordomia, todo tipo de regalia. Aqui é muita mordomia. Meu Deus do céu! Estou boquiaberto com tanto luxo. Enquanto isso, lá fora, a miséria, a fome, a sede, a violência tomam conta do povo pobre. Vocês nadam em luxo!

Vocês representam o povo que sofre, que espera por dias melhores, ou representam os que contribuíram com somas pesadas em dinheiro em suas campanhas eleitorais?

Não vejo nesta Casa, nenhum representante vindo das favelas, das periferias, do interior deste Pais.

Aliás, não vejo políticos pobres nesta Casa. Parece-me que a maioria é composta de ricos latifundiários, empresários, profissionais liberais bem sucedidos na vida. Onde estão os deputados da classe pobre, miserável? Por favor, levante a mão o deputado que veio do meio popular, da favela, da periferia, da roça, da zona rural.

Uma pergunta aos deputados representantes dos grandes empresários, das velhas oligarquias: por que  tentam, a todo custo, criminalizar os movimentos sociais? Por que vocês têm pavor aos que lutam por justiça social, neste país tão miserável?

Por que muitos de vocês se opõem aos movimentos sociais como o MST e tantos outros?

Por que neste Brasil, quem é pobre não se elegem deputado ou senador? Por que para ser deputado ou senador, tem que gastar tanto?

As leis às quais vocês aprovam são benéficas para o País? E quem são os beneficiados com tais leis, o povão ou a elite econômica?

Por que tanta desigualdade social no Brasil? De quem é a culpa?Por que tanta fome, miséria? Por que não existe justa distribuição de renda neste país? Por que há tanta concentração de terras nas mãos de poucos brasileiros? Isso é justo, é humano, é evangélico?

Por que tanta corrupção, roubalheira neste Poder Legislativo? Vocês acham isso ético, justo, num país de tanta miséria, fome, desemprego, atraso generalizado?

Vocês são deputados e senadores para quê? O que fazem aqui, afinal?  Cada um gastou quanto, para estar aqui? Quem financiou a campanha de todos que aqui estão?

O que os senhores e senhoras estão fazendo para expurgar, de uma vez por todas, a corrupção e a impunidade neste País? Vocês lutam com valentia, determinação política contra essa praga enraizada nos poderes constituídos deste país?

Uma coisa eu digo: Se não estão nem aí com a cultura da corrupção generalizada, é sinal de que estão sendo coniventes, têm rabo preso. Por isso, são conscientemente omissos.

Por que os nobres representantes ,se se pode chamá-los de nobres, trocam de partido político como se trocam de camisa? O que está por trás de tudo isso?Cadê a fidelidade à doutrina ou ideologia partidária?

E o nepotismo, por que os senhores não dão um basta? Quem sai ganhando com esse mal tão bem articulado entre vocês,representantes do povo?

Senhores e senhoras, vejam alguns dados levantados pela ONG transparência Brasil, sobre a realidade nua e crua desta Casa. Esses dados são estarrecedores, vergonhosos, ignóbeis. Estou revoltado, enojado com essa situação pecaminosa.

Vejamos, então:


A Câmara dos Deputados custa R$ 18,14 por ano para cada brasileiro, enquanto o Senado sai por R$ 14,48


Vejam quanto os senadores e deputados podem gastar e quantos recebem.

SENADORES

Subsídio mensal
R$ 16.512,09. Além dos 12 salários por ano e do 13º, cada senador recebe o mesmo valor no início e no final de cada sessão legislativa, ou seja, 14º e 15º salários.

Funcionários
Um assessor parlamentar ganha R$ 8 mil brutos e um secretário
, 85% desse valor. Com isso, o total de gastos com funcionários pode chegar a R$ 54 mil. Os cargos podem ser desmembrados, desde que não seja ultrapassado o valor originalmente designado para os 11 funcionários.

Verba Indenizatória
R$ 15 mil.
Recursos para uso em gastos nos estados, com aluguel, gasolina, alimentação. O parlamentar tem que apresentar nota fiscal com os gastos e, se não usar toda a verba num determinado mês, acumula para o seguinte. Passado um semestre, ele não tem mais direito de usar o acumulado.

Auxílio-moradia
R$ 3.800.
Têm direito os senadores que não moram em apartamentos funcionais. O parlamentar tem que comprovar o gasto, apresentando notas de hotéis ou de imóveis que tenha alugado em Brasília.

Cota postal
A cota postal varia segundo o número de eleitores do estado. O senador do estado menos populoso (AP), em termos de número de eleitores, tem direito a uma cota de R$ 4 mil/mês. Um senador do estado mais populoso (SP) tem direito a usar até R$ 60 mil/mês. O pagamento da postagem é feito diretamente pelo Senado aos Correios, mediante comprovação da postagem, não havendo repasse de recursos.

Cota telefônica
Cada senador tem direito a R$ 500 mensais.

Passagens aéreas
Verba variável, dependendo do estado pelo qual o senador foi eleito. O valor mínimo é de R$ 4,3 mil (para os eleitos pelo Distrito Federal) e máximo de R$ 16 mil, para os do Acre.

Combustível
Todo senador tem direito a 25 litros de combustível por dia.

Gráfica
Cada senador tem direito a uma cota de serviços gráficos, na Gráfica do Senado, para material estritamente relativo à atividade parlamentar, de R$ 8.500 por ano.

Jornais e revistas
Nos dias úteis, cada senador recebe cinco publicações, entre jornais e revistas.

DEPUTADOS

Subsídio mensal
R$ 16.500. Além dos 12 salários por ano e do 13º, cada deputado recebe o mesmo valor no início e no final de cada sessão legislativa, ou seja, 14º e 15º salários.

Verba de gabinete
R$ 60 mil,
a partir de abril de 2008. Verba destinada ao pagamento dos funcionários de gabinete. Cada deputado tem direito a empregar de 5 a 25 pessoas em seu gabinete, mas com salários que não ultrapassem o somatório da verba e que não sejam inferiores ao mínimo.

Verba indenizatória
R$ 15 mil
. Recursos para uso em gastos nos estados, com aluguel, gasolina, alimentação. O parlamentar tem que apresentar nota fiscal com os gastos e, se não usar toda a verba num determinado mês, acumula para o seguinte.

Auxílio-moradia
R$ 3 mil
. Têm direito os deputados que não moram em apartamentos funcionais. O parlamentar tem que comprovar o gasto, apresentando notas de hotéis ou de imóveis que tenha alugado em Brasília.

Cota postal e telefônica
R$ 4.2687,55 para deputados, e R$ 5.513,09
para líderes e vice-líderes da Câmara, presidentes e vice-presidentes de comissões permanentes da Casa. A cota é mensal, mas, se não utilizada naquele mês, acumula para o seguinte.

Passagens aéreas
Verba variável, dependendo do estado pelo qual o deputado foi eleito. O valor mínimo é de R$ 4,3 mil (para os deputados eleitos pelo Distrito Federal) e máximo de R$ 16 mil, para os do Acre.

Gráfica
Cota de R$ 6 mil.

Jornais e revistas
Nos dias úteis, cada deputado recebe cinco publicações, entre jornais e revistas.

Cada senador custa mais de R$ 33 milhões por ano aos cofres públicos

Agora lhes pergunto:

Por que  não rejeitam os supersalários? Vocês sabem quanto ganha um professor, um soldado, um funcionário publico comum? Por que não dão uma mostra de austeridade nesta Casa, dita Casa do povo?

Por que os amigos deputados e senadores ganham tão bem, enquanto um trabalhador comum ganha salário de miséria?

Por que vivem nadando em mordomia, em luxo, têm passagem de avião de ida e volta toda semana, auxilio moradia, dinheiro para isso, dinheiro para aquilo, enquanto o cidadão comum, o trabalhador ou a trabalhadora, não dispõe dessas regalias? Que Brasil é este, com tanta disparidade? Vocês não têm consciência dessa violência contra o povo? Aliás, o povo brasileiro trabalha para mantê-los nessa vida de “sombra e água fresca”.

Como, na condição de cristãos, conseguem dormir sabendo que milhões de brasileiros vivem em extrema miséria, vão morrem nas filas dos hospitais, dormem em baixo de pontes por não ter casa para morar, e vocês nessas maravilhas?

Vocês dizem que são cristãos, mas vivem uma grande contradição. Peço-lhes, então, que se convertam enquanto é tempo. E repito: tirem, agora mesmo, minha imagem desse salão luxuoso. Façam-me este favor.

Muito obrigado!

Padre Djacy Brasileiro

Sigam-me pelo o twitter:@padredjacy

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627