Karlos Thotta

Odiosas agressões aos tons de pele

Publicado em quinta-feira, junho 25, 2020 ·

CRÍTICOS DAS AÇÕES AFIRMATIVAS NORTE AMERICANAS COMEÇARAM A COMBATER AS COTAS ALEGANDO QUE ELAS CRIAM GRUPOS DEPENDENTES DAS BENESSES DOS ESTADOS

Vinte e cinco anos antes do Brasil, os Estados Unidos aboliram a escravidão, mas no início do século vinte a segregação racial voltou oficialmente aos estados do sul do país. Um caso típico dessa segregação ocorreu em 1957 com a Estudante Elizabeth Eckford de 15 anos, que estava entre os nove adolescentes negros aprovados para frequentar a Escola Central do estado de Arkansas.

Na porta da Escola, Elizabeth foi recebida por uma irada multidão que gritava: “Linchem ela! Linchem ela! Volte pra África! Saia dos Estados Unidos!”

Este fato ocorreu três anos depois do Supremo Tribunal Federal americano considerar ser inconstitucional a segregação racial nos bancos escolares acadêmicos.

Naquele dia, muitos jovens foram barrados, nas entradas das escolas, pelos guardas que, durante os anos do curso, deveriam protegê-los das odiosas agressões de muitos pessoas brancas.

Até o ano de 1964, cinco anos depois da Lua ter sido conquistada, existiam Estados que ainda mantinham bairros, escolas, ônibus, bebedouros e banheiros separados para pessoas brancas e afrodescendentes.

Ser a maior potência econômico-militar do mundo não condiz com os desrespeitos aos milhares de familiares dos cidadãos negros que deram, dão e darão suas vidas para defender os bons valores de todos os americanos, quer sejam de origens europeias, ameríndias, asiáticas, africanas ou naturalizados.

CRÍTICOS DAS AÇÕES AFIRMATIVAS NORTE AMERICANAS COMEÇARAM A COMBATER AS COTAS ALEGANDO QUE ELAS CRIAM GRUPOS DEPENDENTES DAS BENESSES DOS ESTADOS.

 

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627