Número de vagas para cotistas na Paraíba cresceu mais 80% em um ano

Publicado em quinta-feira, Abril 17, 2014 ·

ufpbO número de vagas para negros, pardos e indígenas (PPI) oferecido pelas universidades federais da Paraíba no primeiro semestre deste ano já ultrapassou o total oferecido em todo o ano de 2013. A lei começou a vigorar em 2012 e todas as instituições tem até 2016 para ofertar 50% de suas vagas para estes grupos. Considerando as vagas para PPI disponibilizadas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) na primeira metade de 2013, as três universidades federais públicas da Paraíba (UFPB, UFCG e IFPB) ofereceram no total 1.381 vagas para negros, pardos e indígenas em 2013, enquanto em 2014 este número já chegou a 2.517, um aumento de 82,25%.

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFPB) adotou o sistema de cotas desde 2013. Além de seguirem a lei, a instituição contempla outros grupos com vagas separadas. “Temos cinco por cento de nossas vagas para deficientes e nos cursos do campus de Sousa, ainda temos dez por cento das vagas para assentados da reforma agrária”, explicou o procurador institucional Antônio Feliciano. Na última edição do Sisu, das 1.180 vagas oferecidas, 369 eram para negros, pardos e indígenas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) adotou a Lei de Cotas de maneira gradativa desde o ano passado. Nos vestibulares do ano passado, a carga de vagas para o sistema de cotas era de 12,5% do total e este ano passou a ser 25%. Com isso, o número de vagas para PPI e para alunos de baixa renda passou de 246 no primeiro semestre de 2013 para 435 no primeiro semestre deste ano, um aumento de 76,8% do número de vagas. “Antes de 2013 não tínhamos sistema de cotas, nem para baixa renda. O número de vagas para 2015 ainda vai ser liberado pela Câmara Superior de Ensino, em meados de julho”, disse a coordenadora geral de graduação, Hermília Ayres.

 

Por Jornal Correio da Paraíba/Julio Silva

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627