No vermelho, Laureano faz campanha para doações através de telemarketing e pede alimentos e fraldas

Publicado em sábado, agosto 30, 2014 ·

hospital-napoleao-laureanoO Hospital Napoleão Laureano, referência no tratamento do câncer na Paraíba está com campanhas para arrecadar doações. O diretor, Fernando Carvalho, que já havia comentado em entrevista ao programa Rede Verdade da TV Arapuan que o hospital trabalhava no vermelho voltou a destacar esse déficit e revelou as campanhas que existem para arrecadação.

Carvalho contou que o hospital está trabalhando com uma empresa terceirizada para fazer o telemarketing pedindo doações. São 10 pessoas trabalhando e fazendo ligações para a população que quando se disponibiliza a doar, vai um motoboy receber esse dinheiro. Ele afirmou que não sabe os números de doações, mas que a empresa está trabalhando dentro das metas estabelecidas. “Essa campanha já tem em torno de 2 a 3 meses e a população tem atendido bem ao nosso chamamento e feito as doações”, diz.

O diretor garantiu que o hospital não passa por problemas com o repasse da prefeitura, mas que apesar de ser tudo pago dentro do previsto, ainda há problemas com o custeio. As emendas parlamentares também são ‘carimbadas’, destinadas apenas a troca de aparelhos, e que só agora uma delas conseguiu ter parte destinada à construção.

São 150 pacientes ao todo e vem pessoas de Pernambuco, Rio Grande do Norte e do Ceará, além dos acompanhantes para crianças, idosos e pessoas que não podem se locomover. “O hospital tem três equipamentos de última geração que encontramos nos melhores centros do mundo”, conta.

Carvalho destacou que o Laureano é uma entidade que ‘deveria ser mais bem vista’. “Ele não é uma fundação, não é de governo… é do povo da Paraíba. Presta um serviço extraordinário, um serviço de humanização. Toda a população deveria ajudar aquele hospital para que ele venha melhorar, crescer e se equipar melhor”, pede.

O hospital hoje com repasses do SUS, doações e convênios gera em torno de R$ 47 milhões em arrecadação e a despesa é de R$ 52 milhões. “Temos um déficit muito grande, anualmente temos tentado de todas as maneiras conseguir equilibrar”, revela.

Além do dinheiro através do telemarketing, o hospital também recebe doações de alimentos, lençóis, fraldas geriátricas. “Tem mês que parece milagre, um tivemos superávit de R$ 200 mil, e guardamos para pagar o 13° dos funcionários”, diz.

Marília Domingues / Paulo Dantas

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627