Nice Almeida – A semana das decisões

Publicado em quinta-feira, junho 14, 2012 ·

As eleições 2012 entram finalmente na sua semana decisiva, pelo menos, para os candidatos e partidos que ainda não resolveram suas vidas. É sábado o dia ‘D’ do pleito deste ano e, em algumas cidades, muita coisa ainda está indefinida e só deve ser resolvida aos 45 do segundo tempo.

Grande exemplo disso é Solânea. Sob o argumento de que está esperando a resposta do presidente estadual do PDT, Renato Feliciano, o pré-candidato a prefeito Beto do Brasil (PPS) ainda não oficializou a sua candidatura. A expectativa e a vontade de Beto é que seu vice seja o pedetista Kaiser Rocha.

Mas, há também nos bastidores o ‘burburinho’ de que o governador Ricardo Coutinho (PSB) estaria articulando uma aliança entre Beto e o ex-prefeito Nal Viana (PSB). No entanto, essa não parece ser a melhor opção para o ‘amarelinho’ que sabe a força que Kaiser pode acrescentar em sua chapa.

Certeza, até o momento, só temos de uma coisa: Beto do Brasil só tem até sábado, dia 30, para resolver a sua vida. Este é o prazo estipulado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que os partidos façam as suas convenções e batam o martelo sobre suas alianças e candidaturas.

Na justiça

Essa indefinição não é a único problema que deve ser enfrentado por Beto do Brasil nas eleições deste ano. Com certeza mais uma vez ele terá que enfrentar a justiça eleitoral, já que seus adversários devem contestar a sua candidatura tomando como base processo corrente no Tribunal de Contas da União (TCU).

Em 2010, esse fato fez com que Beto desistisse de sua candidatura a deputado estadual. Poucos meses depois ele deve ter se encontrado com o arrependimento de sua desistência, pois o TSE o julgou ficha limpa e, caso ele tivesse concorrido e tivesse sido eleito, teria tomado posse na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Em João Pessoa

Em João Pessoa o suspense continua. Nenhum dos pré-candidatos apontados como favoritos na corrida eleitoral escolheu, ainda, o nome de seus vices.

José Maranhão (PMDB) pode ceder a vaga ao PTB de Armando Abílio, mas comenta-se também que o deputado estadual Aníbal Marcolino (PSL) estaria entre os mais cotados para conseguir abocanhar a vaga. Porém, um café manhã nesse domingo (24) na casa do deputado federal Wellington Roberto (PR) foi um sinal claro de que o PMDB de João Pessoa deve mesmo fechar com o PR. O nome mais indicado, nesse caso, é o do deputado estadual Caio Roberto, filho de Wellington.

Cícero Lucena (PSDB) é o mais calado até o momento. Sem ter fechado aliança nenhuma ninguém consegue sequer especular quem seria o nome mais cotado para ser seu vice. O tucano também tem corrido atrás do PTB e, para isso, Cícero já recorreu até a direção nacional petebista. O vice-presidente do PTB nacional, Gim Argello, já declarou que quer seu partido andando de braços dados com o tucano, mas até agora nada foi resolvido.

No PSB está a situação mais calamitosa. Completamente rachado o partido agora tem que correr atrás de alianças fortes se quiser que a candidatura de Estelizabel Bezerra decole. Até agora já declararam apoio a socialista o PV, o PSD e o DEM, este último, entretanto, reivindica a vaga de vice sob a ameaça de que pode desistir da união com Estela e partir para uma candidatura própria.

Depois da tempestade quem caminha a passos largos para a formação de uma aliança forte é o candidato Luciano Cartaxo. Depois de ter se retirado do PSB, o prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (sem partido) dá todos os sinais de que deve se aliar a Cartaxo. Quem deve seguir com Agra é o, até então, pré-candidato Nonato Bandeira (PPS). Dizem por aí que ele vai anunciar sua desistência e pleitear a vaga de vice do petista.

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627