MPE é provocado por popular a pedir impugnação de registro de Cássio

Publicado em quinta-feira, julho 10, 2014 ·

 A Procuradoria Regional Eleitoral recebeu nessa  quarta-feira (9) “notícia de inelegibilidade”  impetrada por Demócrito Medeiros de Oliveira,  conhecido como Moca Medeiro, contra a  candidatura do senador Cássio Cunha Lima  (PSDB) ao Governo do Estado pela coligação “A  Vontade do Povo”.

No documento, Demócrito suscita o Caso Fac, que levou a cassação do então governador tucano na Justiça Eleitoral. Moca provoca a Procuradoria a contar a data da inelegibilidade prevista a partir do dia 29 de outubro de 2006 e não 03 de outubro daquele ano, como defendem os advogados do senador.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Na petição, Moca, como é mais conhecido, avoca o seu “direito de cidadão” para noticiar a inelegibilidade e pede a “instauração de ação de impugnação de registro de candidatura afim de evitar que o candidato ‘ficha-suja’ dispute a eleição.

Quem é? – Moca Medeiros foi presidente da Juventude do PDT da Paraíba, partido que indicou a médica Lígia Feliciano, mulher do deputado federal Damião Feliciano (PDT), para compor a vaga de vice na chapa de Ricardo Coutinho, candidato da coligação “A Força do Trabalho”.

MaisPB

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br