Movimentos lançam convocatória para semana contra endividamento e instituições financeiras

Publicado em quinta-feira, setembro 22, 2011 ·

Bolso_Vazio1Com a palavra de ordem “Quebremos as correntes do endividamento”, movimentos lançaram convocatória para a Semana de Ação Global contra a Dívida e as Instituições Financeiras Internacionais (IFIS), que ocorrerá entre os dias 8 e 16 de outubro, com mobilizações em todo o mundo.
A mobilização, em sua quinta edição, é uma iniciativa da Campanha Internacional Sul Norte sobre a Dívida Ilegítima em resposta à Reunião Anual do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI). Neste ano, a reunião ocorrerá entre os dias 23 e 25 de setembro, nos Estados Unidos.
De acordo com a programação dos movimentos sociais, no dia 12 de outubro, haverá a Minga Global de Defesa dos Direitos da Mãe Terra e Dia de Ação Global contra o Capitalismo, organizada pela Assembleia de Movimentos Sociais.

Já no dia 13, ocorre o Dia de Ação Banco Mundial fora do Clima! Dando sequência, o 15 de outubro será dedicado ao Dia de Repúdio à Dívida em memória de Thomas Sankara (ex-presidente de Burkina Faso, que pediu o repúdio à dívida antes de seu assassinato, em 15 de outubro de 1987) e também pela Mobilização Internacional do Movimento dos Indignados/as.
Frente ao custo humano, social e ecológico da dívida, os manifestantes exortam todos a exigir prestação de contas e transparência no manejo das finanças públicas, bem como suspensão do pagamento da dívida e a realização de auditorias integrais e participativas da dívida imediatamente.
“Quebremos as correntes do endividamento! Para assim podermos trabalhar juntos em questões centrais para a vida: a erradicação da pobreza, o gozo dos direitos humanos, a defesa dos povos e da Natureza, a soberania política e financeira, e a construção de sistemas economicossociais inclusivos e equitativos para todas e todos”, conclamam.
Em contraposição, pontuam que os povos devem exigir soluções alternativas, de financiamento soberano e democrático, que tenham por base o respeito aos direitos humanos e à natureza. Para reforçar a importância da semana, os militantes destacam os “estragos” causados pelo endividamento para os povos do Sul.
“Na Europa e América do Norte, a segurança social está sendo desmantelada em nome da austeridade fiscal, enquanto que milhões de pessoas não conseguem encontrar trabalho digno e os investimentos militares crescem. Ao redor do mundo, os povos lutam para obter a prestação de serviços públicos e direitos básicos como a saúde, a educação, a água, a moradia, a previdência social, a reforma agrária e urbana, enquanto os governos privilegiam o pagamento dos juros de uma dívida muitas vezes mal-contraída”, denunciam.
Esclarecem que as dívidas são falsas soluções, apontadas pelo mesmo mercado financeiro que cria as crises econômicas. Segundo os movimentos que puxam a Semana, a dívida é ilegítima. “Adquirida em nome dos povos, porém destinada a beneficiar banqueiros e políticos corruptos, grandes multinacionais, interesses especulativos, criminalização e repressão contra a resistência popular”, afirmam.
Organizações e movimentos interessados em aderir à Semana ou informar sobre suas ações para o período devem escrever para semanadeuda@gmail.com. Mais informações no blog http://semanadeuda.wordpress.com.

Camila Queiroz
Do Adital
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br