Mortes relacionadas à obesidade aumentam 97% em dez anos na Paraíba

Publicado em domingo, outubro 9, 2016 ·

obesidadeA cada cinco dias, uma pessoa morre em decorrência da obesidade na Paraíba, de acordo com o dado do Sistema de Informação sobre Mortalidade da Secretaria de Estado da Saúde (SIM/SES), referente ao ano de 2015. Enquanto em 2005 foram registrados 34 óbitos, dados parciais do ano passado apontam 67 mortes que tiveram a obesidade ou a hiperalimentação como fatores principais, o que significa um aumento de 97,06% em dez anos somente na Paraíba. Na próxima terça-feira, comemora-se o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade.

Os dados do SIM também mostram que, de 2005 a 2015, pelo menos 490 mortes ocorridas no estado foram relacionadas à obesidade. Pensando nos perigos da obesidade, um grupo de profissionais da área da saúde, incluindo educadores físicos, nutricionistas e enfermeiros, realizaram ontem no Busto de Tamandaré, em João Pessoa, o Encontro Multiprofissional de Prevenção da Obesidade. Mais de 100 pessoas foram atendidas no local, que ofereceu aferição da pressão arterial e da glicemia.

“Iniciamos com um cadastro de informações para direcionar as pessoas de acordo com seu estilo de vida. Além da aferição de pressão e glicemia, também fizemos uma análise da composição corporal para definir o percentual de gordura das pessoas. Em seguida, entramos com a parte de orientação propriamente dita, tanto nutricional quanto de exercícios físicos. Queríamos fazer um trabalho de conscientização da população em relação à obesidade”, explicou um dos organizadores do evento, o personal trainer Jan Alencar.

Ele também esclareceu que atualmente a obesidade é considerada uma doença por parte dos estudiosos, enquanto outros ainda a relacionam a um fator de risco para o surgimento de outras doenças. “Ela pode ser considerada uma doença porque apresenta um processo inflamatório nas células de gordura. A obesidade é desencadeadora de diversas doenças se a pensarmos como um fator de risco. Hoje, das principais doenças relacionadas à obesidade, estão alguns cânceres, hipertensão arterial, diabetes tipo dois, que é adquirida na vida adulta, e também o risco cardíaco”, argumentou Alencar.

Ainda, o personal trainer frisou que 72% das mortes ocorridas no mundo estão associadas a essas quatro doenças. Por isso, reforça a importância de uma boa alimentação e uma rotina de exercícios físicos que condizem com o estilo de vida pessoal. “Precisamos estar atentos porque a obesidade é uma doença séria, mas existem meios preventivos que dão sobrevida, independência e qualidade”, disse.

“As pessoas não precisam estar apenas com o volume abdominal alto ou abdômen protuso para serem consideradas obesas. Se a pessoa apresenta baixa massa muscular e uma composição de gordura mais elevada, também pode ser considerado obesa, porque se relaciona diretamente com o percentual de gordura”,  alertou o personal trainer Jan Alencar.

 

 

Celina Modesto do Correio da Paraiba

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627