Ministro defende teste em animais e diz que ‘resgate’ de beagles é crime

Publicado em quarta-feira, outubro 23, 2013 ·

beaglesO ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp, defendeu nesta quarta-feira (23) o uso de animais em testes científicos e chamou de “crime” o resgate dos cães da raça beagle na semana passada.

 

“Existe legislação, existe licenciamento e existe fiscalização. (…) Essa invasão é um crime, foi feita à revelia da lei”, afirmou pouco antes de participar de uma audiência na Câmara dos Deputados sobre inovação tecnológica.

 

Raupp disse que o Instituto Royal, onde os cães eram usados em testes de produtos para farmacêuticas, “está perfeitamente dentro dos parâmetros legais”.

 

Na última sexta-feira (18), cerca de cem ativistas invadiram e resgataram quase 200 cachorros do instituto, que fica em São Roque (a 66 km de São Paulo), em protesto ao uso dos cães da raça em experimentos.

 

“Então, não há por que se agir à revelia da lei. Senão, de que se adianta fazer leis?”, questiona o ministro.

 

Ele rejeitou o argumento de que outros países já aboliram os testes científicos em animais. “Essa informação é totalmente falsa.”

 

O ministro disse ainda que a necessidade da experimentação animal é justificada e que o momento de se discutir a legislação sobre o assunto já “passou”.

 

“Quando se discutiu a legislação, se discutiu também a necessidade com a comunidade científica de se fazer testes, especialmente, em relação a novos medicamentos, e chegou-se à conclusão que era absolutamente necessário continuar com os testes em animais”, afirmou.

 

“Prefiro acreditar nos cientistas e na área médica de que esses animais são necessários do que ficar acreditando nos ativistas. Ativistas têm opinião de todo tipo, mas o momento de se discutir [a legislação] passou.”

 

Uol. com

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627