Ministro afirma que TSE irá investigar selfies nas urnas, mas sem precipitação

Publicado em segunda-feira, outubro 6, 2014 ·

urnaNeste domingo (05) os brasileiros foram às urnas votar para escolher representantes em nível federal e estadual. Contudo, muitos cometeram crime eleitoral ao tirar as famosas selfies dentro da cabine de votação.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, se manifestou sobre esses casos e afirmou que eles serão julgados sem precipitação da Justiça Eleitoral. As informações são do site Exame.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dezenas de internautas postaram nas redes sociais suas fotos votando ou apenas na cabina. Tirar fotos ao lado da urna eletrônica é considerado crime eleitoral, pois quebra o sigilo do voto.

Em uma entrevista coletiva, o ministro informou que a orientação da Justiça Eleitoral é que o eleitor fosse proibido de usar o celular na zona eleitoral com o objetivo de resguardar o sigilo do voto. Toffoli, no entanto, afirmou que esses casos devem ser investigados.

Ele ainda disse que, sem uma investigação, não é possível saber se a selfie é desta eleição ou de outra, ou se a urna é verdadeira ou não. “Não podemos prejulgar nada. Vamos julgar isso no devido tempo, com a devida calma, sem precipitações”, defendeu ele.

Canal Tech

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627