Mais de 50 policiais continuam busca por Fernanda, mas nada é encontrado

Publicado em sábado, janeiro 12, 2013 ·

A busca pela estudante Fernanda Ellen Oliveira, 11 anos, continuou neste sábado (12). Mais de 50 policiais militares fizeram buscas na região do Alto do Mateus, mais nenhuma pista concreta foi achada sobre o desaparecimento da criança. Durante toda manhã cinco viaturas e 15 policiais militares foram em uma casa no bairro do Alto do Mateus e em outra na Ilha do Bispo.

Fernanda está desaparecida desde a  última segunda-feira (7) após sair de casa com direção a escola, localizada no mesmo bairro em que mora, no Alto do Mateus.[bb]

Nessa sexta-feira (11), policiais militares localizaram em uma casa abandonada no bairro Alto do Mateus, em João Pessoa, um colchão com vestígio de sangue, um diadema (objeto feminino) e uma espingarda calibre 12 com munições. O material foi encontrado em uma residência no conjunto Jardim Mônica, na tarde desta sexta-feira (11). Os familiares de Fernanda disseram que o diadema encontrado não pertencia a menina.

De acordo com o sargento Aurélio, da Unidade de Polícia Solidária ( UPS), do mesmo bairro, a polícia estava fazendo uma varredura pela comunidade quando localizou a casa. “Moradores disseram que o local é bastante frequetando por traficantes. Fizemos uma vistoria na casa e encontramos os objetos”.

Cerca de 130 homens da Polícia Militar procuram a garota Fernanda Ellen, 11 anos, em um matagal que liga os bairros da Ilha do Bispo e Alto do Mateus, em João Pessoa. Participam da operação homens da Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Bope, Cavalaria e Canil.

Segundo o sargento Aurélio, da Unidade de Polícia Solidária (UPS) do bairro, não houve denúncia de que a criança estaria no local. “Não recebemos nenhuma denúncia, apenas estamos fazendo uma ‘varredura’ na área, que é próximo a casa dela e não tinha sido procurado ainda”, disse.

Nesta quinta-feira (10), o caseiro da escola onde a garota estudava foi detido para averiguação, tendo em vista que, em sua residência, foram encontrados materiais pornográficos e ainda, fotografias infantis. Apesar da detenção, não há provas que confirmem a participação do caseiro no sumiço de Fernanda Ellen, por isso ele prestou depoimento na Secretaria de Segurança Pública da Paraíba e foi liberado.[bb]

Sob a suspeita de que a menina poderia estar envolvida com a criminalidade, familiares destacaram à polícia que a menor era discreta, caseira, evangélica e apresentava um comportamento tranquilo em sua residência.

Guarnições da Polícia Militar, integradas a Unidade de Polícia Solidária (UPS) do Alto do Mateus seguem realizando diligências em busca de localizar Fernanda. Além das buscas, eles ainda checam informações repassadas sobre o possível paradeiro da menina, que chegam através do número 190.

Os familiares informaram que esta havia sido a primeira vez que a menina tinha saído sozinha de casa. “Ela sempre saía ou com o pai ou com a mãe. Apesar de ter 11 anos, suas atitudes foram sempre bem infantis, de brincar como uma criança mesmo”, afirmou uma das tias da menina.

Hyldo Pereira, com Felipe Silveira e Pollyana Sorrentino

Comentários

Tags : , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627