cuidados

Maioria das quedas de idosos acontece dentro de casa e arquiteta dá dicas para evitar acidentes

Publicado em domingo, julho 19, 2020 ·

Quedas sempre implicam em riscos de lesões. Mas, entre a população idosa, a prevenção desse tipo de acidente exige especial atenção, principalmente durante essa pandemia causada pelo novo coronavírus, que impôs aos idosos, como a toda a sociedade o isolamento social. Nessa faixa etária, os riscos de fraturas são maiores, e, muitas vezes, esse é um gatilho para o início de um declínio funcional – impactando na qualidade de vida em todos os aspectos e, até mesmo, na longevidade. Neste sentido, a arquiteta e urbanista Catharina Sarmento comenta que projetos para casas devem ser pensados observando a idade dos seus clientes, adaptando as suas necessidades.

“Em relação ao idoso, deve-se levar em consideração sua rotina e as limitações referentes a saúde, planejando um espaço o mais livre possível de obstáculos, a fim de proporcionar uma melhor segurança. Sempre procuro fazer mais de uma proposta (uma mais elaborada, uma mediana e outro a mais simples). O preço do orçamento vai depender qual o tipo de material escolhido e o tamanho do ambiente, entre outros fatores”, afirmou Catharina Sarmento.

No Brasil, cerca de 32% dos idosos na faixa etária de 65 a 74 anos caem pelo menos uma vez ao ano. O risco desse tipo de acidente pode ultrapassar 51% entre as pessoas acima de 85 anos, segundo a terapeuta ocupacional Priscila Bagio. Em média, 70% dos casos ocorrem dentro da própria residência. Na Paraíba, os Hospitais de Trauma de João Pessoa e Campina Grande registraram ano passado quase 7 mil entradas de idosos acima de 60 anos. No primeiro semestre de 2020, 2.818 idosos vítimas de queda foram atendidos nestes hospitais.

pbagora

 

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627