Mães que se alimentam mal são mais propensas a terem filhos com mau comportamento

Publicado em segunda-feira, agosto 26, 2013 ·

criançaVocê está grávida, mas não está dando muito atenção para a sua alimentação? Além de ser importante para o seu bem-estar, uma dieta saudável durante a gestação é importantíssima para garantir o fornecimento de nutrientes necessários para o bebê. Além disso, o que você coloca no prato pode influenciar até o comportamento futuro de seu filho, como foi revelado em uma nova pesquisa australiana.

De acordo com o estudo divulgado no Daily Mail, as gestantes que têm dietas pouco saudáveis são mais propensas a ter filhos com problemas de comportamento, sendo que o consumo de junk foodpode ser um dos principais fatores relacionados a esse efeito.

Essa pesquisa é a primeira a comparar o impacto da nutrição no início da vida, mostrando como a dieta de um indivíduo já está relacionada aos transtornos mentais comuns em adultos e adolescentes. O estudo envolveu mais de 23 mil mães e crianças de um programa de saúde norueguês, que foram analisadas por pesquisadores da Universidade de Deakin, em Melbourne, na Austrália, em parceria com colaboradores da Noruega.

Para o estudo, foram analisados os detalhes da dieta das mães durante a gravidez e a alimentação de seus filhos dos 18 meses aos três anos. Os sintomas de depressão, ansiedade, mau comportamento e TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) das crianças também foram medidos aos 18 meses, três anos e cinco anos de idade.

A líder do estudo, professora Felice Jacka, disse que a nutrição no início da vida — incluindo a recebida enquanto o bebê está no útero da mãe — está relacionada com os resultados futuros da saúde da criança, como o risco de doenças cardíacas ou diabetes.

E este relaciona a alimentação com a saúde mental dos filhos, mostrando que ela pode causar danos no comportamento pela vida toda e que as opções nada saudáveis da junk food pode ser a principal responsável por isso. O estudo revelou que o consumo de opções pobres em nutrientes pela gestantes também aumenta as taxas de ansiedade e depressão em seus filhos.

“Agora está mais claro do que nunca que a dieta é importante para a saúde mental em todas as idades”, disse a pesquisadora, que também alertou que o governo de cada país deveria agir para alterar a política das indústrias alimentares. “Eles devem restringir a comercialização e a disponibilidade de produtos alimentares pouco saudáveis para a comunidade”, afirmou.

 

todaela

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627