Mães denunciam: estudantes instalaram boca de fumo na escola e estão indo armados para as salas de aula

Publicado em quarta-feira, setembro 14, 2011 ·

crackMães da Escola Municipal Major José de Barros Moreira, em João Pessoa, denunciaram ao Portal Correio que anexo da escola está servindo como ‘boca de fumo’ e alunos estão frequentado a instituição armados. Elas afirmaram que a direção da escola já foi acionada, mas temendo reação dos criminosos, nada foi feito.

De acordo com a mãe de uma das crianças, que não quis se identificar com medo de represália, ela disse que alguns alunos do turno da manhã estão assistindo aula armados, para se defenderem dos ‘rivais’.

Os pais deverão se reunir com a direção da unidade escolar para juntos tentarem um desfecho satisfatório para ambas as partes. Eles denunciam que os alunos armados moram na comunidade Porto de João Tota, onde a facão Al Qaeda tem o domínio do tráfico.

Salas e corredores pixados

Conforme a dona de casa, paredes e alguns corredores da escola estão pixadas com nomes das facções criminosas ‘Al Qaeda’ e ‘EUA’, e os filhos chegam em casa dizendo que são ‘Al Qaeda’.

“Estou preocupada com a situação da escola. Meus filhos são gente de bem e não participam de gangue nenhuma”, desabafou a mãe.

Consumo de droga

Outro problema detectado pelos pais, é que um anexo da instituição localizado na Rua Monte Castelo, em Mandacaru, está servindo de ponto de venda e consumo de drogas. Vários alunos, que estavam em atividade física, já flagraram jovens consumindo crack e maconha.

“O cheiro é muito forte. A gente fica na quadra fazendo educação física e vendo eles (drogados) fumando maconha e crack”, disse uma criança de 10 anos.

A reportagem tentou várias vezes entrar em contato com a direção da instituição escolar, mas não obteve sucesso.

Portal Correio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br