Mãe de Adriano dá voto de confiança ao filho: ‘Ele só quer voltar quando estiver bem’

Publicado em terça-feira, abril 2, 2013 ·

Foto: Ivo Gonzalez / Agência O Globo
Foto: Ivo Gonzalez / Agência O Globo

Na luta para voltar ao futebol, Adriano viu as portas se fecharem até no Flamengo, clube que o revelou mas, no fim do ano passado, rescindiu seu contrato. Porém, mesmo sem vínculo com clube nenhum, o Imperador ainda tem o voto de confiança da família e, em especial, da mãe, dona Rosilda.

— Ele quer primeiro ficar bom. Ele operou e só quer voltar quando estiver bem — afirmou dona Rosilda.

O apoio dos parentes tem sido uma fonte de segurança para o atacante de 31 anos. Desde abril do ano passado, Adriano luta para se recuperar de uma cirurgia no tendão de Aquiles. O América fez um projeto para tentar convencer o Imperador a defender o clube na Série B do Rio, mas, segundo o presidente Vinícius Cordeiro, recebeu um não como resposta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

— Ele me ligou na Páscoa. Adorou o projeto e agradeceu, mas disse que não quer mais jogar futebol. Tem todo um problema familiar envolvido porque não querem que ele fique parado — disse o dirigente.

Na noite de segunda-feira, Adriano entrou no Twitter para negar contato com o América e reafirmar o desejo de voltar a jogar futebol.

“Eu não tive contato nenhum com o América e no fim de semana retrasado eu não fui a SP acertar com o Palmeiras. Fui apenas viajar com a minha namorada. Agora vamos falar de coisa boa, estou treinando numa academia para que no meio do ano esteja pronto para jogar num clube que esteja interessado em mim”, escreveu o Imperador.

Companheiro de Adriano no Flamengo, o ex-lateral Athirson acredita que o Imperador precisa saber se conseguirá ser o que era antes das duas cirurgias no tendão de Aquiles.

— O Adriano deveria ver qual o problema físico que tem. Se ele vai ter condições de jogar 100%. Se não tiver, se ele vai querer jogar assim. Já são duas cirurgias. É muito forte no lugar que não tem muita recuperação. Ele tem que se cuidar. O Roque Junior, que jogou comigo no Bayer Leverkusen teve uma lesão parecida e fazia de tudo. Tomou injeções, fez tratamento nos Estados Unidos…é um lugar muito ruim — questionou Athirson, que lamentou os rumos da carreira do Imperador. — Fico triste porque poderia ter participado da última Copa do Mundo e poderia participar desta do ano que vem. Mas só ele sabe qual o momento dele.

Extra

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627