Luxemburgo felicita Ceará por vaga com “mão muito grande do juiz”

Publicado em quinta-feira, Maio 12, 2011 ·

luxaEm meio a tantas reclamações suas e de seus comandados sobre a atuação da arbitragem no empate por 2 a 2 com o Ceará, Vanderlei Luxemburgo admitiu, com ressalvas, que o adversário mereceu a vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Mas destacando o juiz Sandro Meira Ricci.

“Dou todo o mérito possível ao Ceará, que tem uma grande equipe, com jogadores experientes. Mas com uma ajudazinha fica mais fácil, né? E o árbitro de uma mão muito grande”, apontou o treinador, que questionou principalmente a expulsão de Ronaldo Angelim no primeiro tempo, quando seu time vencia por 2 a 1 no Presidente Vargas.

“Não teve nada a ver com a pressão e o estádio, aliás dou os parabéns pela reforma. O Ceará fez um jogo muito bom, buscou o resultado e não pediu para ser ajudado. Não posso deixar de reclamar do que todos viram. Mas, se o árbitro teve uma atuação ruim, não cabe questionar ao Ceará. O Ceará não se classificou aqui [em Fortaleza], foi lá no Rio [de Janeiro]”, aliviou o comandante do Rubro-negro, que perdeu por 2 a 1 no Engenhão.

O técnico faz cobranças usando o mesmo discurso que adota desde 2008, quando comandava o Palmeiras. Luxemburgo crê que o culpado pelos erros da arbitragem são de Sérgio Corrêa, presidente da Comissão Nacional de Arbitragem de Futebol (Conaf). E não cansa de repetir que é perseguido por se manifestar contra ele.

“O Sérgio Corrêa é o cara que comanda a arbitragem que está sendo questionada no Brasil há muito tempo. É ali que está o problema, na maneira como está conduzindo. Passei a reclamar e sou perseguido. Eu me preocupo em todos os jogos que envolvem arbitragem que pertença ao Sérgio porque está direcionada alguma coisa para mim”, comentou, já prevendo como Sérgio Corrêa reagirá às declarações.

“Ele vai dizer que falo muito, e falo mesmo. O problema é que ele não tinha nem que estar lá. Ele não é desonesto, é incompetente”, reclamou. “Quando digo que ele nunca foi um grande juiz, ele responde que nunca fui um grande jogador. Mas sou um grande técnico e minha trajetória mostra isso. E ele não mostrou que é competente nem no comando da arbitragem”, reforçou Luxemburgo.

Gazetaesportiva

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627