Juiz quer endurecer regras eleitorais para banir os ‘fichas sujas’ da política

Publicado em segunda-feira, janeiro 21, 2013 ·

marlon reisEndurecer as regras do sistema eleitoral e banir os ‘fichas sujas’ da política brasileira. Este é o objetivo do juiz Márlon Reis, um dos diretores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e um dos autores do projeto que culminou com a Lei da Ficha Limpa. Para tanto, o magistrado informou que o movimento decidiu que o próximo projeto de lei de iniciativa popular será relativo à reforma política, que se arrasta há anos no Congresso Nacional.

 

Márlon Reis adiantou, em uma entrevista concedida por e-mail ao Correio, que o novo projeto terá uma envergadura incomparavelmente maior que a do Ficha Limpa. “Por isso, temos que ser criteriosos ao extremo”, destacou. Ele explicou que o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral tem 30 comitês espalhados por todo o território nacional e que a campanha se dará por meio da coleta de assinaturas em todos os Estados.

 

“Além disso, faremos um uso avançado da comunicação nas redes sociais. Temos recebido contatos de pessoas e empresas que se apresentam como voluntárias para isso. A Web será um grande canal de mobilização”, afirmou Márlon Reis.

 

O magistrado disse que pretende coletar, no mínimo, 1,5 milhão de assinaturas. “Pela Constituição, exige-se a coleta de assinaturas em número correspondente a 1% do eleitorado, o que hoje corresponde a algo em torno de 1,4 milhão de subscritores”, explicou.

 

De acordo com o juiz, a campanha em prol da reforma política deverá ser lançada oficialmente em abril deste ano. Ele informou que, no momento, estão sendo discutidos os detalhes do projeto. No entanto, garantiu que será apresentado à sociedade um modelo eleitoral transparente, que envolva menores custos e que dê aos candidatos chances mais igualitárias nas disputas.

 

“O sistema eleitoral também pode ser um meio de inclusão política e de engrandecimento da cidadania. Esses são os nossos principais objetivos. Precisamos derrotar o caciquismo e o abuso de poder”, afirmou Márlon Reis.

 

 

Fonte: Jornal Correio

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627