Jovens consomem bebidas alcoólicas cada vez mais cedo

Publicado em segunda-feira, maio 16, 2011 ·

adolescente se embriagando2Dos adolescentes entre 12 e 17 anos, 48,3%, já beberam alguma vez na vida. Desses, 14,8% bebem regularmente e 6,7% são dependentes de álcool. Os dados são do levantamento realizado pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid). Demonstra também um consumo cada vez mais cedo. Assim, a visão da bebida alcoólica como droga merece maior atenção. De acordo com a psicóloga Vanda Lopes, o uso abusivo do álcool pode passar despercebido pelos pais, pois estes, de modo geral, costumam se preocupar mais com as drogas ilícitas. “Como o álcool geralmente é tolerado dentro de casa, a família não se importa muito se o adolescente começa a beber desde cedo”, esclarece.  Daniel, 19, estudante, acredita que seus pais vêem o álcool como um mal menor. ”Quando era mais novo tinha receio deles saberem que eu bebia, mas hoje meus pais não se importam, só querem que eu não exagere”, relata Daniel.
Para Vanda Lopes, a competitividade entre os adolescentes para descobrir quem bebe mais contribui para essas estatísticas. “É típico do adolescente querer testar seus limites. Muitas vezes, porém, ele se coloca em situações de risco em função dessa vontade de querer experimentar novas sensações”, revela. Para Daniel, que bebe desde os 15 a psicóloga tem razão. ”Comecei a beber em brincadeiras com os amigos, apostando quem ia conseguir beber mais” diz o estudante. Segundo Vanda os jovens não têm percepção dos problemas mais graves. ”Para os adolescentes o pior prejuízo é se comportar de forma inadequada,quando sabemos que o álcool pode desencadear violência ,acidentes e é um grande mal a saúde”, explica a psicóloga. E aconselha que os pais devem fazer vista grossa também para quem é maior de idade e segundo a lei pode consumir bebida alcoólica. “Os pais devem explicar para os filhos que não se devem misturar bebidas e que, quando bebemos álcool para matar a sede, as chances de exagerar são ainda maiores. Mas não se trata de propor uma lei seca. É comum e normal que o jovem erre a mão e extrapole vez ou outra. O que não pode acontecer é isso se tornar uma regra”, afirmar Vanda.



Excessos de fim de semana é o começo


Os prejuízos a saúde do uso do álcool precoce estendem-se ao longo da vida. Segundo o médico Carlos Alberto Vidal, o problema esta nos excessos de fim de semana, pois progressivamente causam danos ao organismo.
“O uso de álcool por adolescentes pode interferir na neuroquímica cerebral, no córtex pré-frontal, que é área do cérebro responsável pela lógica e o raciocínio, pois ainda esta em desenvolvimento na adolescência”, relata o médico. Uma vez afetado, as habilidades de aprendizado, geradas pelo córtex pré-frontal ficaram prejudicadas. Carlos Alberto também cita as doenças em longo prazo como a hepatite alcoólica e a cirrose que são doenças mais graves localizadas no fígado, e levam à destruição das células hepáticas.
Tal pai, tal filho
Em famílias com uma história de alcoolismo, a personalidade pode influenciar em se tornar ou não um alcoólatra. “Ansiedade, depressão e distúrbios de comportamento são mais comuns em filhos de alcoolistas. Eles têm de quatro a seis vezes mais probabilidade de desenvolver problemas com o álcool”, explica a psicóloga Vanda Lopes. Alem dessa influência, os outros fatores são determinantes, como esclarece à psicóloga “A criança começa a observar o comportamento dos pais desde muito cedo, e com isso percebe que situações de alegria e prazer estão relacionadas ao consumo de álcool. No decorrer de sua vida, repetirá esse comportamento, relacionando-o sempre às situações de descontração, desafio e coragem, nunca a um vício.”

Correio da Paraíba
Com Camila Bitencourt
Focando a Notícia


Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627