Jornalista mexicana luta para manter proteção armada devido ameaças

Publicado em quarta-feira, abril 3, 2013 ·

alvoApós publicar o livro “Los Señores del Narco” (Os senhores do narcotráfico), em 2010, a mexicana Anabel Hernández foi informada que Genaro García Luna, diretor da polícia durante a administração do ex-presidente Calderón, queria matá-la em razão das acusações feitas pela jornalista, informou o blog Jornalismo nas Americas.
Atualmente, Hérnandez, que é autora de dois livros, é colaboradora freelancer da revista Proceso e do jornal Reforma. A jornalista dedicou sua carreira a denunciar a corrupção no México.
“Como consequência dessa investigação jornalística, o ex-chefe da Secretaria de Segurança Pública começou a me assediar e se retaliar contra minhas fontes”, escreveu Anabel para o blog. “O medo não me impediu de continuar meu trabalho como jornalista, pois sempre achei que o silêncio frente esses atos de corrupção me tornariam sua cúmplice.”
Hérnandez comunicou as ameaças às autoridades e recebeu proteção policial. No entanto, após dois anos, os oficiais disseram não ter jurisdição sobre o caso e, embora tenham prorrogado o prazo de proteção, pretendem interrompê-lq em três meses.
Agora, Hernández pede extensão das medidas de segurança que recebe hoje para continuar seu trabalho.
“Sou grata, mas peço para que essas medidas continuem”, disse. “Estou numa batalha pela minha vida e pela vida de minha família, por justiça e pela capacidade de continuar a praticar o jornalismo livremente.”
Portal IMPRENSA

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627