Goleiro chileno falha de novo, e Peñarol volta à semifinal após 24 anos

Publicado em sexta-feira, Maio 20, 2011 ·

penharolPrimeiro campeão da História da Copa Libertadores, o Peñarol garantiu, nesta quinta-feira, a oportunidade de recuperar a mística na competição. Atuando no Chile, a equipe uruguaia foi derrotada pelo Universidad Católica por 2 a 1, mas se classificou de forma sofrida por ter vencido por 2 a 0 no duelo de ida. Após 24 anos, o time volta a uma semifinal da competição continental.

A última vez que o Peñarol disputou uma semifinal foi no ano de 1987, no qual conquistou seu quinto e último título de Libertadores. Na época, a semifinal era disputada em grupos de três times, no qual os uruguaios superaram os argentinos River Plate e Independiente. Coincidentemente, o rival em 2011 também será argentino: Velez Sarsfield, outra equipe que tenta recuperar a relevância continental.

O jejum só foi quebrado por conta da atuação do goleiro do time chileno, Paul Garcés. Ele foi o grande vilão no primeiro jogo, entregando duas bolas de bandeja para os gols da vitória do Peñarol. Nesta quinta-feira, vacilou em cruzamento no final do jogo, quando sua equipe levava a decisão para os pênaltis. Permitiu o gol salvador de Estoyanoff e selou a eliminação de seus companheiros.

Já o Universidad Católica perdeu a chance de quebrar um jejum de 18 anos, já que a última vez que brigou por vaga na decisão da Libertadores foi em 1993. Naquele ano, seria vice-campeão, derrotado pela vitoriosa geração do São Paulo de Telê Santana. Nesta quinta-feira, a equipe esteve próxima de seu objetivo e por pouco não levou a decisão para os pênaltis.

O jogo

A Universidad Católica abriu o placar ainda aos 17min do primeiro tempo, quando Fernando Meneses recebeu bom passe de Lucas Pratto na grande área e bateu cruzado, surpreendendo o goleiro Sebástian Sosa, que nada pôde fazer. O gol aumentou as esperanças, mas no restante do primeiro tempo o duelo foi equilibrado.

Já no segundo tempo, a partida ganhou emoção. O Peñarol saiu para o jogo, tentou pressionar o visitante e acabou dando espaço para os contra-ataques. Aos 2min, Juan Manuel Oliveira recebeu cruzamento dentro da área e, na cara do gol, bateu em cima do goleiro Garcés. A bola desviada só não originou o empate do time uruguaio porque Hans Martínez salvou em cima da linha.

A resposta da Universidad veio aos 3min, quando Lucas Pratto invadiu a área em velocidade e bateu rasteiro, obrigando Sosa a fazer grande defesa. O Peñarol assustou de novo aos 9min, quando Luis Aguiar arriscou da entrada da área e acertou o travessão – a zaga chilena ficou com a sobra. Aos 23min, no entanto, o contra-ataque da Universidad do Chile foi eficiente e Gutiérrez ampliou a vantagem.

O jogador recebeu na entrada da área, limpou a marcação e bateu cruzado com força, no canto do goleiro. O gol acirrou os ânimos do Peñarol, que ficou cada vez mais exposto ao contra-ataque. Um gol dos visitantes praticamente acabaria com a disputa, já que obrigariam os chilenos a fazer mais dois tentos. Aos 40min, Garcés, que havia falhado no primeiro jogo, vacilou de novo.

Em bola cruzada do lado esquerdo do ataque, o arqueiro da Universidad de Chile saiu mal do gol e uma bola que parecia tranquila para a defesa terminou nos pés de Fabian Estoyanoff, que complementou para as redes. O gol garantiu a classificação e selou a festa dos comandados de Diego Aguirre, aquele que, há 24 anos, marcou o gol do último título do time uruguaio na Copa Libertadores.

Universidad Católica 2 x 1 Peñarol

Gols

Universidad Católica:
Fernando Meneses, aos 17min do primeiro tempo; e Roberto Gutiérrez, aos 23min do segundo tempo
Peñarol:
Fabian Estoyanoff, aos 40min do segundo tempo

Universidad Católica: Paulo Garcé; Rodrigo Valenzuela, Hans Martínez, Alfonso Parot e Juan Eluchans; Jorge Ormeño, Tomás Costa (Francisco Silva), Fernando Meneses (Marcelo Cañete) e Milovan Mirosevic; Lucas Pratto e José Luis Villanueva (Roberto Gutiérrez). Técnico: Juan Antonio Pizzi

Peñarol: Sebastián Sosa; Alejandro González, Carlos Valdez, Guillermo Rodríguez e Dario Rodríguez; Matías Corujo, Nicolás Freitas, Luis Aguiar e Matías Mier (Fabian Estoyanoff); Juan Manuel Olivera (Diego Alonso) e Alejandro Martinuccio. Técnico: Diego Aguirre

Cartões amarelos
Universidad Católica: Jorge Ormeño
Peñarol: Matías Corujo e Nicolás Freitas

Cartões vermelhos
Universidad Católica:
Peñarol:

Árbitro
Heber Lopes (BRA)

Local
Estádio San Carlos de Apoquindo, em Las Condes (Chile)

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627