Gatas do Paulistão fazem ‘final a 4’ em imagens quentes no Paparazzo; veja

Publicado em domingo, maio 8, 2011 ·

(Palmeiras), Camila Braga (Santos) e Sandra França (São Paulo) representam seus times de coração com muita sensualidade nesse ensaio quentíssimo do Paparazzo.

E não basta torcer, tem que participar! Duas delas até confessaram que já levaram cantada de jogadores de futebol. Mas também… pudera, né? Essas beldades são de virar a cabeça do mais concentrado dos atletas.

Já quando o assunto é torcida, todas são categóricas: torcer para o mesmo time é essencial para o relacionamento dar certo. Sendo assim, se esbarrar com essas gatas em alguma arquibancada por aí, escolha a musa do seu time e capriche no xaveco.

Como surgiu a paixão pelo time?
Ana Minerato (Corinthians): Foi uma coisa da vida essa relação com o Corinthians. Meu avô, Silvio, era da torcida e levou a minha mãe, que levou minha irmã e eu. É uma paixão enlouquecedora.

Danúbia Santos (Palmeiras): Foi uma coisa de família mesmo. Apesar de meu pai ser corintiano, meus tios, primos e minha mãe são palmeirenses. Meu pai nunca quis me levar no estádio, por isso, a primeira vez que fui ao estádio foi depois de grande com um ex-namorado.

Camila Braga (Santos): Meu pai é santista e me levava no estádio desde pequena. Praticamente não tive escolha.

Sandra França (São Paulo): Quando vim morar em São Paulo, há quatro anos (ela é de Santa Catarina). Meu ex-namorado me levou ao jogo, foi a primeira vez que fui a um estádio de futebol, e virei são-paulina.

Namoraria um torcedor de outro time?
Ana Minerato (Corinthians): Não, ele ia sofrer muito. E meu filho vai ser corintiano. Aliás, meu filho vai se chamar Ronaldo Luis, como o Fenômeno.

Danúbia Santos (Palmeiras): Acho que teria 40% de chances de dar certo.

Camila Braga (Santos): Já namorei e é chato. Eu brigo. Já tive um namorado corintiano e a gente brigava por causa de futebol.

Sandra França (São Paulo): Acho que não, né? Virei fanática.

E se o namorado pedisse para mudar de time?
Ana Minerato (Corinthians): Nunca, jamais! Não tem cogitação. Está dentro de mim.

Danúbia Santos (Palmeiras): Nunca! Eu mudo de namorado!

Camila Braga (Santos): Jamais! Santos é minha paixão.

Sandra França (São Paulo): Não mudaria jamais. Sou são-paulina convicta.

Como é representar seu time de coração?
Ana Minerato (Corinthians): É maravilhoso, é representar uma nação. Uma responsabilidade enorme.

Danúbia Santos (Palmeiras): É uma honra e um prazer. É inexplicável o que sinto. Sou louca pelo Palmeiras.

Camila Braga (Santos): É uma honra representar o Santos pela segunda vez. Também fui rainha de um concurso que teve na Vila Belmiro. E ainda sou, porque não teve outro ainda.

Sandra França (São Paulo): É indescritível. Estou muito feliz e honrada.

Quando foi sua primeira vez?
Ana Minerato (Corinthians): Foi com 15 anos, com um namorado.

Danúbia Santos (Palmeiras): Foi com 15 anos, com o pai da minha filha (Mayara, que tem 10 anos). A gente namorava havia quatro anos.

Camila Braga (Santos): Foi com 18 anos, com um namorado.

Sandra França (São Paulo): Com 16 anos.

Como foi?
Ana Minerato (Corinthians): Foi mais por curiosidade, mas acho que foi normal. Estava um pouco tenso o negócio, mas foi!

Danúbia Santos (Palmeiras): Foi legal. Ele soube manter o clima. Não foi na hora certa nem errada, ele estava com tesão e eu também. Mas hoje é melhor, com certeza.

Camila Braga (Santos): Foi normal, nada de mais. Foi na casa dele e eu fiquei muito nervosa.

Sandra França (São Paulo): Fiquei nervosa, mas devagarinho fui perdendo a timidez.

Paparazzo

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627