Funcionários terceirizados da Oi aderem à greve; empresa assegura manutenção dos serviços

Publicado em segunda-feira, novembro 4, 2013 ·

telefoneOs funcionários da ARM Telecomunicações, empresa de logística terceirizada da Oi, que prestam serviços na Paraíba, entraram em greve nesta segunda-feira (04) por tempo indeterminado. Cerca de 700 trabalhadores em todo o estado cruzaram os braços para pressionar que suas reivindicações sejam atendidas pela empresa.

De acordo com a presidente do Sindicado dos Trabalhadores em Telecomunicação do Estado da Paraíba (Sinttel-PB), Luzenita Linhares, dentre outras exigência, os trabalhadores solicitam o reajuste salarial na data base e reajuste do piso salarial.

Com a paralisação, a presidente alerta que os clientes da telefonia fixa, de internet (Velox) e de dados da Oi poderão ter os serviços prejudicados. Acontece que esses funcionários são responsáveis pela instalação e manutenção de linhas e aparelhos telefônicos da Oi na Paraíba, ou seja, caso os serviços apresentem problemas, não a empresa não contará com os funcionário para consertar a falha.

Em nota, a Oi comunicou que a empresa conta com “plano de contingência”  que garantem a prestação dos serviços em caso de problemas.

“A Oi informa que mantém planos de contingência com o objetivo de garantir a prestação do serviço. Casos pontuais de problemas técnicos podem ser comunicados pelo canal de atendimento 103 31″, diz a nota.

A Campanha Salarial 2013/2014 dos trabalhadores foi iniciada há mais de dois meses, em que foram realizadas várias assembleias para negociação, mas segundo ela, não foram obtidos avanços com a direção da ARM Telecomunicações.

“Os trabalhadores ganham praticamente um salário mínimo, é apenas seis reais a mais. Eles não querem nem usar o Índice Nacional de Preço ao Consumidor, no ajuste de salário que todos os sindicatos utilizam na data base. Esse reajuste corrige apenas a inflação dos 12 meses últimos meses, mas nem isso eles querem acertar”, reclamou a presidente do Sinttel-PB.

A ARM é a maior empresa prestadora de serviço da Oi. Trabalhadores de todas as unidades da ARM estiveram concentrados em frente aos portões das respectivas unidades como sinal de protesto. O objetivo da manifestação, segundo Luzenita Linhares foi sensibilizar a empresa e tornar públicas suas reivindicações.

 

portalcorreio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627