Floração dos ipês da Capital chega atrasada devido a alterações climáticas

Publicado em terça-feira, Janeiro 13, 2015 ·

A floração dos ipês amarelos que encantam a quem visita a Lagoa, em João Pessoa, deve durar mais 25 dias, segundo o engenheiro agrônomo Anderson Fontes, da Secretaria de Meio Ambiente da Capital. Ele disse ainda que que essa floração deveria ter ocorrido no fim do ano passado, mas só chegou em 2015 devido às alterações climáticas.

Atualmente, existem 1,6 mil ipês cadastrados pela Semam, entre ipês roxos, rosas e amarelos. São árvores que estão em canteiros de ruas e avenidas, praças e áreas verdes recuperadas. Na Lagoa, há 150 ipês amarelos, porém existem ainda os ipês roxos e rosas. Só na avenida Beira-Rio, tem 512 espécies de árvores diferentes cadastradas, sendo 170 ipês roxos e rosas.

O engenheiro agrônomo Anderson Fontes, que é chefe da Divisão de Arborização e Reflorestamento (Divar) da Semam, explicou que essa florada que está acontecendo agora é referente ao ano passado. “Geralmente os ipês florescem no período de setembro a dezembro. No entanto, por causa das mudanças climáticas, o período de floração vem sofrendo mudanças. Por isso, há alguns anos observamos as belas folhagens no início do ano e deve durar mais 25 dias aproximadamente”, explicou.

O ipê é uma árvore símbolo da Mata Atlântica, bioma onde a cidade de João Pessoa está situada, sendo também conhecido pelo nome de pau d’arco. Seus galhos e troncos são considerados madeira nobre e durante muito tempo os ipês foram utilizados pela indústria de móveis.

 

portalcorreio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627