FIFA continua ameaçando direito de idosos e estudantes brasileiros

Publicado em quinta-feira, outubro 13, 2011 ·

A meia-entrada é dos principais pontos de desacordo entre na chamada Lei Geral da Copa




COPA-2014A Fifa anunciou ao governo brasileiro que não vai aceitar o prejuízo resultante da meia-entrada concedida a idosos e estudantes para os jogos da Copa do Mundo de 2014. O órgão estima que poderá deixar de faturar cerca de R$ 180 milhões, caso o benefício seja concedido.
A meia-entrada é dos principais pontos de desacordo entre o governo e a entidade máxima do futebol na chamada Lei Geral da Copa. Em encontro com o secretário geral da Fifa, Jérôme Valcke, a presidente Dilma Rousseff disse que não poderia interferir nas regras da meia-entrada no Brasil por se tratar de um benefício previsto em leis estaduais.
Dilma terá dificuldades para sustentar sua posição, pois a Câmara dos Deputados acaba de aprovar o Estatuto da Juventude, que torna a meia-entrada um benefício nacional para os estudantes de 15 a 29 anos. Com isso, a esfera federal também pode interferir.
A FIFA lucrou US$ 4,1 bilhões (R$ 7,3 bilhões) na realização do Mundial de 2010, na África dão Sul. Na média, os ingressos custaram cerca de US$ 135, aproximadamente R$ 255. Como o texto da proposta de legislação dá a Fifa liberdade para decidir sobre o valor cobrado do público, há a possibilidade de os custos da meia-entrada serem repassados no valor final dos ingressos.






Jorge Américo, da Radioagência NP
Com informações da Folha de S. Paulo
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627