FERIDAS: Aliado histórico de Maranhão relata mágoas de ‘cacique’ político e justifica rompimento: “Ele não agiu com reciprocidade e não foi amigo!”

Publicado em sexta-feira, Março 23, 2012 ·

FERIDAS: Aliado histórico de Zé Maranhão relata mágoas de ‘cacique’ político e justifica rompimento com ex-governador: “Ele não agiu com reciprocidade e não foi amigo!” Uma amizade e uma parceria política firmada a mais de uma década, deixada de lado por conta de interesses políticos e motivos não revelados. O Portal PB Agora constatou verdadeiro ‘arranhão’ no contato entre duas conhecidas figuras políticas na Paraíba.

Com muitas magoas no coração, o ex-deputado e ex-prefeito da cidade de Bayeux Expedito Pereira (PSB) justificou durante entrevista ao PB Agora nesta quinta-feira (22) o rompimento político de uma parceria de muitos anos com ex-governador José Maranhão (PMDB). Expedito relatou que Zé não agiu de uma maneira correta com ele, o líder político de Bayeux também salientou que o ‘cacique’ político não honrou compromissos políticos na cidade dos ‘caranguejos’. Inicialmente Expedito, justificou o rompimento político com Zé Maranhão como a não utilização de uma política de mão dupla. “A Paraíba sabe que tivemos uma parceria com o ex-governador José Maranhão e não agiu com reciprocidade e não era o amigo de Expedito que Expedito era dele!”, disparou.

O médico de Bayeux traçou um paralelo entre o governador Ricardo Coutinho (PSB) e José Maranhão, no tocante ao respeito e a consideração no trato com a política.

“Não tenho motivo algum para esconder que Zé Maranhão não honrou compromisso político comigo e me sinto muito a vontade no PSB onde fui bem tratado e bem acolhido”, alfinetou.

TRAIÇÕES: Pereira enumerou uma ‘infidelidade’ como determinante para a saída do PMDB e o distanciamento com o ex-governador.

Tudo começou em 2007, quando ele deixou de dar a legenda do PMDB de Bayeux para mim e ficou com o atual prefeito que já tinha votado contra ele em 2006”, revelou o magoado Expedito, salientando que foi necessária uma troca partidária.

“Nós saímos do PMDB e nos filiamos ao PSB, onde fomos muito bem recebidos por Ricardo Coutinho que deu o maior apoio na campanha de 2008 e infelizmente sofremos uma derrota eleitoral, mas uma vitoria política, pois lutamos contra dois grupos fortes e a diferença dos dois para mim foi muito pequena”, enumerou.

Pereira mostrou-se animado quanto a pré-candidatura em Bayeux

“Graças a Deus vamos conduzir Bayeux para ser uma das mais fortes estruturas do PSB na ParaíbaTenho garantia Edvaldo Rosas e do diretório municipal para dizer que não tem ‘boquinha’ é Expedito Pereira o futuro prefeito”, comemorou.

VICE- Expedito Pereira também salientou que o seu companheiro de chapa será escolhido pela direção estadual do PSB e pelo governador Ricardo Coutinho,

“Não tenho condições de escolher o meu vice”, arrematou.

Henrique Lima

PB Agora 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627