Familiares de policiais presos acusados de tortura fazem manifestação pela liberdade dos militares

Publicado em quinta-feira, dezembro 27, 2012 ·

twitter @EdgleyMonteiro

Familiares e amigos dos 18 policiais que estão presos no 2º Batalhão em Campina Grande acusados de torturar e matar o técnico em monitoramento Tiago Moreira Alves, de 27 anos, fizeram uma manifestação na tarde desta quinta-feira (27).

Eles querem que a Justiça reveja o processo que culminou com a prisão dos policiais e afirmam que eles são inocentes e devem ser soltos.

Os manifestantes trouxeram faixas e cartazes e se concentraram em frente ao 2º Batalhao. Depois seguiram em passeata até a Praça da Bandeira, no Centro de Campina Grande.

Os parentes dos militares querem que eles sejam soltos para passar o ano novo com a família, já que permaneceram presos durante o natal.

Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela juíza Vanessa Andrade Dantas, substituta da 4ª Vara Criminal de Campina Grande e os policiais estão detidos desde o último dia 18. Tiago, que era viciado em drogas, foi morto no dia 5 de agosto após invadir a casa de um vizinho que é policial e ter tentado agredi-lo junto com a esposa.

O Ministério Público informou que a primeira audiência sobre o caso deve acontecer ainda na primeira quinzena de janeiro e que os militares estão detidos para não atrapalhar as investigações que estão sendo feitas para descobrir a participação de cada um deles no crime.

Portalcorreio, com informações de Ana Paula da TV Correio

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627