Família de Vladimir Herzog recebe atestado de óbito retificado

Publicado em segunda-feira, Março 18, 2013 ·

Nesta sexta-feira (15/3), a família do jornalista Vladimir Herzog, morto durante a ditadura militar, recebe uma versão retificada do atestado de óbito do profissional, informou a Folha de S.Paulo. No novo documento, constará morte por “lesões e maus tratos sofridos durante o interrogatório em dependência do 2º Exército (DOI-Codi)”.
Crédito:Divulgação
Família do jornalista demorou mais de 30 anos para ter novo documento
Vlado morreu em outubro de 1975 após uma sessão de tortura em São Paulo. A versão divulgada pelo Exército foi a de suicídio.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“É uma grande vitória. Quando você tem um atestado mentiroso e é obrigado a aceitá-lo é quase que um processo de humilhação para família”, diz Ivo Herzog, filho do jornalista. “Nós estamos começando a contar as histórias dessas pessoas que construíram o país livre que a gente vive hoje.”
Para Marco Antonio Barbosa, presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos e advogado da família, a alteração do documento é “essencial e importante para a consolidação de um Estado democrático de direito”.
Portal IMPRENSA

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627