‘Facções existem em presídios da PB há 14 anos’, diz secretário e vê construção de novas unidades

Publicado em segunda-feira, Janeiro 16, 2017 ·

wagner-dortaO secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Wagner Dorta, admitiu nesta segunda-feira (16) a existência de facções dentro dos presídios do Estado e destacou que o Governo Federal liberou o Fundo Penitenciário Nacional destinando ao estado recursos na ordem de R$ 44,7 milhões.

Dorta lembrou que facções delituosas com grupos rivais no Estado. “Isso é um fato, não tem como dizer que não é. Já de 12, 14 anos atrás”, disse, apontando que tem trabalhado bastante para o controle desses grupos.

Os recursos liberados pelo governo federal já estão na Paraíba e a ideia inicial do secretário é construir duas novas unidades prisionais, uma em João Pessoa e outra em Campina Grande, já que são as cidades que enfrentam maior superlotação, porém ele apontou que a proposta precisa ser melhor discutida.

Desativação do Roger – O secretário afirmou ainda que não vê como na atual situação penitenciária brasileira há condições de desativar a penitenciária Flósculo da Nóbrega, o Roger. Ele afirmou que apesar de ser antigo e estar superlotado, o presídio ainda é necessário. Porém mais necessária ainda é a construção das novas unidades para diminuir a superlotação. A perspectiva é de tirar ao menos uma parcela.

Com informações da CBN João Pessoa. 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627