EUA investigam possível epidemia de doença respiratória rara em crianças

Publicado em quarta-feira, setembro 10, 2014 ·

criancas-gameCentenas de crianças com sintomas de uma rara doença respiratória deram entrada em hospitais de dez Estados americanos nas últimas semanas, informou o CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doenças) nos Estados Unidos. A instituição investiga a possibilidade de uma epidemia do enterovírus D68, conhecido também como EVD68.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com um relatório divulgado nesta segunda-feira (8), aproximadamente 475 crianças receberam tratamento no Hospital da Misericórdia Infantil de Kansas City, no Missouri, após demonstrar sintomas do que parecia uma forte gripe. Pelo menos 60 crianças ainda estão em tratamento intensivo, de acordo com um porta-voz do hospital.  O CDC registrou 19 casos do enterovirus D68.

O Hospital Infantil do Colorado, na cidade de Denver, no Estado americano do Colorado, informou a um jornal local que mais de 900 crianças já receberam tratamento para doenças respiratórias nas últimas três semanas, incluindo 86 que tiveram de dar entrada no hospital. No Hospital Rocky Mountain, também no Colorado, cinco crianças ficaram em tratamento intensivo, mas ainda não houve confirmação oficial de que o mal esteja relacionado.

O CDC confirmou, porém, o registro de 11 casos do vírus em Chicago, com pacientes na faixa de 20 meses até 15 anos. O hospital da cidade vem tratando dezenas de crianças com problemas respiratórios, o que levou um porta-voz da Universidade de Chicago a afirmar que é “como se a gripe de inverno começasse mais cedo”.

De acordo com Mark Pallansch, diretor da divisão de doenças virais do CDC, o número de casos relatados poderiam ser “apenas a ponta do iceberg”. Em entrevista à CNN, ele informou que os Estados que já entraram em contato com o CDC são Missouri, Illinois, Colorado, Kansas, Oklahoma, Iowa, Kentucky, Ohio, Carolina do Norte e Georgia. A diretora para doenças respiratórias e imunização, Anne Schuchat, afirmou que “a situação está evoluindo muito rapidamente”.

O vírus EVD68

Enterovírus são extremamente raros e a maioria não apresenta sintomas ou, quando é o caso, parece uma gripe comum. Não é o que acontece com o EVD68. Conhecido desde 1962, esse enterovírus é relativamente raro e seus sintomas mais pronunciados são dificuldade para respirar e tosse. Febre, espirros, obstrução nasal e coriza também podem ser relatados.

O EVD68 acaba sendo um problema maior para quem sofre de asma ou já tem algum outro problema respiratório, cujos sintomas são agravados pela sua presença no organismo.

O vírus é facilmente transmitido através de contato com pessoas doentes, tosse ou com alguma superfície que poderia conter o EVD68. Para se prevenir, bastam os cuidados básicos, como lavar as mãos, manter superfícies de fácil contato sempre limpas, cobrir o nariz e a boca na hora de tossir e espirrar, evitar contato direto com indivíduos possivelmente infectados.

A maioria dos pacientes atacados pelo EVD68 recupera-se rapidamente. Os tratamentos normalmente dispensados a gripes podem ajudar, mas é o próprio sistema imunológico do indivíduo afetado que acaba combatendo o vírus. A maioria das crianças se recupera em uma semana. Os adultos não são afetados.

Não há vacinas e os antibióticos encontrados em farmácias não têm efeito no vírus. Os especialistas do CDC afirmam, entretanto, que vacinas contra gripe e outras medidas preventivas podem ajudar.

Uol

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627