Estudantes brasileiros constroem casa que consome somente energia solar

Publicado em quinta-feira, Maio 31, 2012 ·

Imagine uma casa sustentável, com energia totalmente proveniente do sol e uso consciente da água. Isso é o que estudantes brasileiros/as estão desenvolvendo para participar do Solar Decathlon Europe (SDE) 2012, competição internacional em que 20 equipes constroem casas cuja fonte de energia é a solar. Pela primeira vez na competição, que ocorrerá em setembro próximo na Espanha, o Team Brasil levará para o concurso a Ekó House.

A equipe brasileira é formada por estudantes de graduação, mestrado e doutorado que participaram de um concurso nacional para integrar o time. Para orientar e colaborar com o trabalho, professores/as e coordenadores/as de diversas áreas – como arquitetura, marketing, design gráfico, engenharias: elétrica, mecânica, civil, de automação e controle, entre outras – dão suporte aos jovens.

Nosite do projeto, a equipe aponta que o conceito da casa é inspirado na tradição indígena de viver e de se adaptar aos ciclos humanos e da natureza, além de também incorporar, no projeto, a miscigenação brasileira.

“O nome Ekó, em Tupi-guarani, significa ‘viver’ ou ‘maneira de viver’. A Ekó House compartilha com a cultura Tupi-Guarani a importância do Sol como principal regulador da vida na Terra. […] A relação da Ekó House com a cultura indígena busca destacar a integração entre os ciclos da vida humana e da natureza, reforçando o relacionamento com os ciclos naturais, em oposição à ideia da casa como uma separação entre homem e ambiente natural”, destaca.

Bruna Mayer de Sousa, coordenadora de comunicação do grupo, explica que a casa começou a ser construída em novembro de 2011 e deverá ser finalizada em junho deste ano. De acordo com ela, a casa possui aproximadamente 47 metros quadrados divididos em cozinha, sala de jantar, sala de estar, banheiro e quarto. Além disso, a construção ainda possui varandas que mudam para se adaptar aos diferentes usos e clima durante o dia e o ano.

Segundo Bruna, toda a energia consumida na casa é proveniente do sol. “Para isso, tem painéis fotovoltaicos para a produção de energia elétrica e tubos evacuados para aquecimento solar da água”, descreve.

A casa também não é pensada para ser sustentável apenas em relação à energia. “O ciclo da água também é pensado na casa: a captação de água da chuva consegue água para fins não potáveis, o banheiro seco compostável reduz o consumo de água e o volume de água a ser tratada e o tratamento de águas cinzas através de zona de raízes. Além disso, na escolha de outros sistemas e materiais da casa, sempre se leva em conta diversos conceitos de sustentabilidade, buscando a melhor opção disponível, por exemplo: materiais reciclados ou recicláveis, produzidos localmente, madeira certificada, etc.”, revela.

O projeto é coordenado pela Universidade Federal da Santa Catarina (UFSC) e pela Universidade de São Paulo (USP) e conta com a colaboração de outras instituições de ensino do país, como: Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), além do apoio de outras instituições de pesquisa e da Eletrobras como principal patrocinadora.

Veja fotos e mais informações em: http://ekobrasil.org/

Adital

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627